Há exatos 22 anos, Royce vencia primeira edição do UFC

No dia 12 de novembro de 1993, brasileiro derrotava três adversários para se sagrar campeão de inovador torneio de lutas

Royce venceu três adversários para triunfar no UFC 1.

Royce venceu três adversários para triunfar no UFC 1.

Veja Também

Royce retorna ao MMA e faz trilogia com Shamrock no Bellator
Royce revela por que aceitou luta contra Shamrock: ‘Não suporto esse cara, ele fala muito’
Participante do UFC 1, Kevin Rosier morre aos 53 anos vítima de ataque cardíaco

O UFC é hoje um dos grandes eventos esportivos do planeta, consolidado no mercado e presente em diversos países. Se a situação atual é próspera, é graças a um longo e árduo trabalho que teve início há exatos 22 anos. No dia 12 de novembro de 1993 era realizada a primeira edição do Ultimate Fighting Championship, torneio de lutas que chamou a atenção por seu formato inusitado e participantes de características distintas.

A começar pela estrutura montada na cidade de Denver, no Colorado (EUA): as lutas aconteceriam em uma jaula em formato octogonal, algo inédito em modalidades de combate até então. As regras eram simples, já que somente eram proibidas mordidas ou dedadas no olho. As lutas, divididas em ilimitados rounds de cinco minutos, eram definidas apenas quando um lutador desistia ou era nocauteado/finalizado.

Oito atletas de diferentes modalidades e peso foram selecionados para o torneio, disputado em formato eliminatório. Gerard Gourdeau (savate), Teila Tuli (sumô), Kevin Rosier (kickboxing), Zane Frazier (kempô americano), Royce Gracie (jiu-jitsu), Art Jimmerson (boxe), Ken Shamrock (wrestling) e Pat Smith (taekwondo) foram os escolhidos para a histórica atração, com o vencedor recebendo um prêmio de US$ 50 mil.

As lutas

Logo no primeiro combate da história do Ultimate Fighting Championship já dava para perceber que a atração elevaria a competitividade a um outro nível. Gerard Gordeau derrotou o gigante Teila Tuli de maneira brutal, com um tiro-de-meta em 26s, que nocauteou o oponente e lhe arrancou um dente.

Aliás, apesar de as lutas teoricamente não terem limitação de tempo, todos os combates da noite foram decididos de maneira rápida. A premissa do torneio era clara: descobrir qual era a arte marcial mais eficiente do mundo. Por isso, os combates se tratavam de coroar quem conseguia impor seu estilo primeiro, o que era propício para combates relâmpago.

Este foi o caso de Royce Gracie, curiosamente o menor integrante da competição. Sua escolha foi proposital: a família Gracie tinha o objetivo de fazer com que o jiu-jitsu fosse reconhecido, e, por isso, colocou justamente o membro mais franzino para derrotar os gigantes, causando grande impacto nos espectadores.

Desvantagem em tamanho não foi problema para Royce. O brasileiro conseguia levar as lutas ao solo sem grande dificuldade, e ali todos os concorrentes, especialmente os especialistas na trocação, se mostravam indefesos.

Primeiramente, Royce despachou o pugilista Jimmerson, que chamou a atenção por lutar com somente uma luva nos punhos. A finalização veio com pouco mais de dois minutos de combate, levando o brasileiro às semifinais.

Em seguida, Royce enfrentou aquele que se tornaria um ferrenho rival: Ken Shamrock. O faixa preta precisou de 57s para encaixar um mata-leão, em combate que terá sua terceira edição em fevereiro do ano que vem, quando os veteranos se enfrentam no Bellator. Na grande final, Royce enfrentou Gordeau, que havia passado por Tuli e por Kevin Rosier, em ambos combates com menos de um minuto de duração. Royce venceu com 1min45s, com outro mata-leão

Era o primeiro passo de uma longa e bem sucedida história do UFC. Depois disso, a organização adotou regras, trocou de dono e se tornou mais profissional, inclusive entrando na lista de dez marcas esportivas mais valiosas do planeta. Tudo começou no dia 12 de novembro de 1993, o capítulo inicial do evento de lutas mais conhecido e popular do mundo.

Confira vídeo com um resumo do UFC 1!

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments