‘Não quero o título. Quero Joanna’, diz Claudinha

Brasileira, confirmada pelo UFC como próxima desafiante, conta que seu objetivo principal é vingar sua única derrota no MMA, em 2014

C. Gadelha (foto) tem só uma derrota como profissional. Foto: Josh Hedges/UFC

C. Gadelha (foto) tem só uma derrota como profissional. Foto: Josh Hedges/UFC

O sonho de quase todo atleta de MMA é poder disputar o título da maior organização do planeta, o UFC. Mas, no momento, este não é o caso de Cláudia Gadelha, principal lutadora brasileira da divisão palha feminina do Ultimate. Mais do que o cinturão, Claudinha quer ter a chance de enfrentar novamente Joanna Jedrzejczyk, a única algoz de sua carreira.

Veja Também

Joanna dispara contra desafiante: ‘Sei que está com medo’
Jedrzejczyk alfineta Claudinha: ‘Continua falando muito’
Joanna supera Ronda e aparece com favoritismo histórico no UFC 193

Gadelha e a polonesa se enfrentaram em dezembro de 2014, no UFC on FOX 13. Em combate acirrado, Joanna ficou com a vitória na decisão dividida dos juízes, em resultado que foi bastante contestado pelos fãs.

Depois disso, Jedrzejczyk conquistou o título da categoria, e fará sua segunda defesa de cinturão neste domingo (15) na Austrália, noite de sábado no Brasil, diante de Valérie Létourneau. Claudinha afirmou que deseja enfrentar a polonesa mesmo caso sua arquirrival saia derrotada do octógono em seu próximo combate.

“Na verdade, eu não estou de olho no título. Estou de olho em minha luta com Joanna. Eu quero que ela vença para que nós possamos lutar pelo título, mas, se não vencer, quero lutar com ela de qualquer forma”, explicou a brasileira, em entrevista ao site norte-americano “MMA FIghting”. “Quero enfrentá-la porque acho que eu a venci. Acho que nós precisamos lutar de novo para deixar claro quem é a melhor peso palha do mundo. Acho que venci aquela luta, mas os juízes deram a vitória a ela”, completou.

O presidente do UFC, Dana White, confirmou que Claudinha deverá lutar pelo cinturão a seguir. Jedrzejczyk e Létourneau farão a luta co-principal do UFC 193, em Melbourne, instantes antes de Ronda Rousey medir forças com Holly Holm.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments