Alvo de piada preconceituosa, Cyborg briga com comentarista do UFC e comediante

Brasileira não gostou de comentários feitos por Joe Rogan e Tony Hinchcliffe e foi ao Twitter tomar satisfação

C. Cyborg (foto) é campeã peso pena do Invicta FC. Foto: Reprodução/Twitter

C. Cyborg (foto) citou até o presidente Dana White em suas críticas. Foto: Reprodução/Twitter

Uma piada de mal gosto sugerida pelo comentarista oficial do UFC Joe Rogan durante uma entrevista deu início a uma tremenda confusão entre a lutadora brasileira Cris Cyborg e o comediante Tony Hinchcliffe. Em seu podcast, Rogan sugeriu que Cyborg, antes de assinar com o Ultimate, passasse por um programa “Fritada”, no qual o convidado é alvo de provocações e chacota por um grupo de humoristas. Ele, no entanto, disse para Hinchcliffe, seu convidado no programa, que começasse as brincadeiras com a brasileira citando seu “órgão genital masculino”.

Veja Também

Cyborg quer enfrentar Holm: ‘Ela não fugiria de mim’
Vídeo: Ronda esconde o rosto na chegada nos EUA
Cinco fatores técnicos que fizeram Holm arrasar Ronda
Vídeo mostra Ronda atordoada após nocaute

Cyborg, obviamente, não gostou nada de ver seu nome envolvido neste tipo de comentários (o humorista chegou a dizer que ela cortava peso “arrancando fora sua genitália”) e foi tirar satisfação com Rogan e Hinchcliffe nas redes sociais. “Joe Rogan, Tony Hinchcliffe e Dana White, suas piadas são malvadas e ofensivas, não comédia. Quem iria querer trabalhar para uma equipe que é tão desrespeitosa? Você é um covarde de 100 libras. Estou ansiosa para ir a um de seus shows e te mostrar a cultura brasileira pessoalmente”, publicou a lutadora. Rapidamente, o comediante rebateu. “Eu tenho 140 libras, mas seria bem maior se eu tomasse esteroides como você”, disparou.

A confusão não parou por aí e Cyborg não se intimidou diante da suposta “experiência” do humorista em insultar. “Sua mãe não deu à luz uma criança, ela te cag** e fez um bully”, atacou. A última mensagem foi publicada por Hinchcliffe e citou inclusive as principais rivais da brasileira no MMA. “Você tomou hormônios masculinos e isso está claro. Eu não poderia fazer essa piada sobre Holly ou Ronda porque elas são femininas… Como minha mãe”, respondeu.

Aos 30 anos, Cris Cyborg possui um cartel profissional de 14 vitórias, uma derrota e uma luta sem resultado no MMA. A brasileira é a atual campeã peso pena do evento exclusivamente feminino “Invicta FC”. Atualmente, Cyborg está em processo de corte de peso para descer de categoria e, finalmente, completar sua migração para o UFC, na divisão peso galo feminina.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments