Aldo minimiza papel de azarão: ‘Quer dinheiro fácil, é só apostar em mim’

Mesmo sendo campeão dominante, brasileiro corre por fora nas casas de aposta para luta contra McGregor, no mês que vem

Aldo (foto) enfrentará McGregor para unificar o cinturão dos penas. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Aldo (foto) enfrentará McGregor para unificar o cinturão dos penas. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Veja Também

McGregor sugere que Aldo vá fugir da luta: ‘Eu estarei lá, ele eu não sei’
‘Estou preparado para matar Aldo’, garante McGregor
Aldo garante clima leve para luta com McGregor
Técnico de McGregor esbanja confiança: ‘Vai chocar o mundo e deixar Aldo envergonhado’

Mesmo sendo um dos campeões mais dominantes do UFC e ostentar uma invencibilidade de dez anos no MMA profissional, José Aldo é considerado azarão nas casas de aposta para a luta que fará diante de Conor McGregor, no mês que vem. Apesar disso, o brasileiro não se sentiu incomodado e garantiu que aqueles que apostarem em sua vitória levarão “o dinheiro mais fácil da vida”.

Aldo corre por fora em todas as principais casas de aposta dos Estados Unidos. A “SportBet”, por exemplo, indica que o campeão linear está em +147 – ou seja, o brasileiro renderia US$ 147 em caso de vitória quem apostar US$ 100 no resultado. Já McGregor está em -157: para cada US$ 147 apostados, um triunfo seu renderia US$ 100.

Questionado sobre este cenário, Aldo se mostrou bastante tranquilo. “Quem quiser ganhar um dinheiro, só apostar no Aldo. Vai ganhar o dinheiro mais fácil da vida. Não vejo problema nenhum nisso. Não sei quem é que julga favorito ou não. Não procuro olhar por esse lado. Procuro focar em mim. Eu sei das minhas atitudes, o que tenho que fazer para chegar lá e vencer”, disse o lutador, em entrevista ao programa “Sensei Combate”, do canal “SporTV”.

A luta entre Aldo e McGregor será a atração principal do UFC 194, no dia 12 de dezembro, em Las Vegas (EUA). Na mesma noite, haverá uma outra disputa de cinturão: Chris Weidman encara o desafiante Luke Rockhold pelo título dos médios.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments