‘Anti-Ronda’, Bethe revela reação à derrota da rival: ‘Pulei de alegria’

Brasileira ainda disse que derrota da norte-americana foi 'muito pior' que a sua, pela forma como foi dominada

Bethe (foto) foi derrotada por Ronda em sua última luta. Foto: Josh Hedges/UFC

Bethe (foto) foi derrotada por Ronda em sua última luta. Foto: Josh Hedges/UFC

Que Ronda Rousey e Bethe Pitbull não se dão de forma alguma não chega a ser novidade pra ninguém, e, justamente por isso, a reação da brasileira à derrota acachapante da ex-campeã para Holly Holm foi tão aguardada. Além da mensagem nas redes sociais comemorando o nocaute sofrido pela rival, Bethe deu mais detalhes sobre como celebrou o revés de sua algoz no UFC 190, poucos meses antes.

Veja Também

Sem cicatriz, Ronda aparece pela primeira vez após derrota comemorando ‘Ação de Graças’
Rafael Cordeiro: ‘Ronda será bem vinda para treinar, mas terá que mudar seu jogo’
Musa campeã do TUF elege os maiores galãs do UFC: Weidman e Rockhold

“Se eu não disser que pulei de alegria, estarei mentindo. Isso mostra que todo mundo que está por cima, uma hora cai. Não que eu seja torcedora da Holm, mas sou anti-Ronda, não tem como torcer para ela depois de tudo o que passamos. Aconteceram muitas coisas nos bastidores, aquele atrito pessoal foi muito verdadeiro, forte. Não gosto dela, e ela não gosta de mim. Ronda passou o camp todo falando em respeito e fez aquela palhaçada com a Holm na pesagem. Fiquei feliz por ela ter caído logo depois de mim, de uma forma bem mais humilhante que a minha. Se eu tivesse tido um round inteiro com a Ronda, ela teria apanhado muito. Durante o tempo que lutei com ela, eu a acertei bem, imagina se eu tivesse lutado mais tempo? A Ronda sofreu cinco minutos de humilhação com a Holly”, contou a brasileira, ao site do canal “Combate”.

Bethe ainda disse que a queda de Ronda foi ainda mais marcante que a sua derrota para a rival, porque, segundo ela, a norte-americana deu seu máximo e foi suplantada por Holly Holm. “Foi muito pior do que a minha derrota para a Ronda, porque eu não senti que lutei, foi muito rápido. Eu vi a Ronda dar o seu máximo, tentar de tudo e não acertar nenhum golpe. A Holly passou o trator. Ronda apanhou muito, nada dava certo e, ainda por cima, foi quedada por uma boxeadora. Uma medalhista olímpica ser quedada em sua área por uma faixa-branca… Não me surpreende a Ronda estar sumida até agora. Já passei por essa situação, de perder e ter o mundo criticando. Você sentir que pode bater em alguém, mas não conseguir aplicar sequer um golpe, ser humilhada, foi muito pior do que no meu caso”, garantiu.

Aos 32 anos, Bethe Pitbull tem um cartel de nove vitórias e uma derrota como profissional. A brasileira não luta desde o último mês de agosto, quando perdeu sua invencibilidade para Ronda na luta principal do UFC 190, no Rio de Janeiro (RJ).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments