Rafael Cordeiro: ‘Ronda será bem vinda para treinar, mas terá que mudar seu jogo’

Técnico fez coro à campanha de Rafael dos Anjos e pediu respeito ao legado da ex-campeã peso galo do Ultimate

R. Cordeiro (foto) é o líder da King's MMA. Foto: Divulgação

R. Cordeiro (foto) é o líder da King’s MMA. Foto: Divulgação

O detentor do cinturão dos dos leves Rafael dos Anjos iniciou a campanha para que a ex-campeã Ronda Rousey passe a treinar na “King’s MMA” após ser derrotada para Holly Holm no UFC 193 e a sugestão acaba de ganhar o apoio de ninguém menos do que o líder da equipe, o ex-técnico da Chute Boxe Rafael Cordeiro. Em entrevista, Cordeiro abriu as portas de sua academia para Ronda, mas fez questão de citar que alguns pontos no jogo da ex-judoca precisariam ser revistos.

Veja Também

Sem cicatriz, Ronda aparece pela primeira vez após derrota comemorando ‘Ação de Graças’
Holm crava: ‘Se lutar dez vezes contra Ronda, venço as dez’
‘Holm mostrou como seria Floyd x Ronda’, diz pai do pugilista
Holm discorda de Sonnen e diz que Ronda não foi criada pela mídia

“Se um dia Ronda (Rousey) quiser passar um tempo com a gente aqui não há problema. Se o lutador vem aqui com uma cabeça boa, uma mente aberta para aprender, não tem problema. É difícil para mim dizer algo sobre Ronda porque ela tem seu próprio treinador, e eu o respeito. É difícil dizer ‘venha aqui, Ronda’. Não apenas ela, mas qualquer lutador que queira passar um tempo conosco na Kings MMA é mais do que bem-vindo”, disse Rafael, ao site “MMA Fighting”. “Quando você tem o cinturão, quando tem o campeonato em suas mãos, não pode correr em linha reta contra seu adversário como um louco. Não pode mais fazer isso. Acho que o jeito que ela correu contra Holly foi um pouco… Ela antecipou o que queria fazer. Às vezes você tem que esconder o que quer fazer dentro da luta. Acredito que ela tem que ter um pouco mais de calma, mais confiança, ela tem que mudar um pouco o jogo. É minha opinião como fã de MMA”, completou.

Apesar das ponderações, no entanto, o treinador defendeu Ronda das duras críticas que ela vem sofrendo nos últimos tempos e reconheceu os feitos da loira e sua importância para a história do MMA. “As pessoas tem que respeitá-la. Só porque ela perdeu essa luta é um lixo a partir de agora? Não. Ela fez um grande trabalho no UFC, dentro do esporte. Eu posso dizer que a minha filha é uma grande fã dela. Se hoje minha filha quer lutar, é por causa da Ronda. Ela fez grandes coisas, não só para as mulheres, mas para as crianças também. Muitas crianças agora assistem os eventos por causa da Ronda. Ela fez um grande trabalho dentro da luta”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments