Para Cigano, Velasquez é favorito contra Werdum na revanche

Ex-campeão disse que norte-americano deve levar a melhor se apresentar sua melhor forma física, ao contrário da primeira luta entre eles

JDS (foto) já lutou tanto contra Werdum quanto contra Velasquez. Foto: Josh Hedges/UFC

JDS (foto) já lutou tanto contra Werdum quanto contra Velasquez. Foto: Josh Hedges/UFC

Se existe um lutador na categoria de pesos pesados que conhece Fabrício Werdum e Cain Velasquez, sendo inclusive o único lutador a ter derrotado os dois na história, ele é Junior Cigano. Por isso mesmo, o ex-detentor do título da divisão até 120 kg foi questionado sobre a revanche entre o brasileiro e o norte-americano de ascendência mexicana, que deve acontecer no primeiro trimestre de 2016, e sua opinião sobre o confronto não é muito ufanista.

Veja Também

Apesar da rivalidade, Aldo e McGregor prometem se cumprimentar no octógono
Jones rebate provocação de Cormier sobre músculos: ‘Vejamos se estou lento quando chutar sua bunda’
Weidman não descarta trilogia com Anderson Silva e revanche contra Belfort: ‘Quem sabe?’

“Cara, eu acho que o Werdum foi muito bem na última luta, mas, na minha opinião, ele não lutou contra o mesmo cara que eu lutei, o mesmo Velasquez que eu enfrentei. O Velasquez estava exausto no primeiro round. Foi uma grande surpresa pra mim. Ele estava cansado no primeiro round! Isso é inacreditável para o cara que lutou comigo por dez rounds, de forma tão intensa. No quinto round da última luta ele estava pulando como uma criança. Então, sim, foi muito estranho. Se o Velaquez vier lutar de forma normal, com seu condicionamento físico normal, eu acho que ele deve vencer o Werdum”, disse Cigano, durante sessão de perguntas e respostas com os fãs.

Aos 31 anos, Junior Cigano tem um cartel profissional de 17 vitórias e três derrotas. O brasileiro enfrenta Alistair Overeem no próximo dia 19 de dezembro, na luta co-principal do UFC on FOX 17 e acredita que, em caso de vitória, sua próxima luta já pode ser uma disputa de título contra o compatriota. “Talvez o Werdum seja o próximo. Eu não sei. Se ele mantiver o título e eu vencer minha luta, esse duelo pode acontecer”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments