Dan Henderson: Revanche com Anderson Silva seria mais empolgante que Lyoto

Veterano também falou sobre a chance de se aposentar após sua luta contra Machida no dia 16 de abril

Hendo (foto) tem 45 anos e mais uma luta em seu contrato com o Ultimate. Foto: Josh Hedges/UFC

Hendo (foto) tem 45 anos e mais uma luta em seu contrato com o Ultimate. Foto: Josh Hedges/UFC

Prestes a enfrentar Lyoto Machida na luta co-principal do UFC Fight Night Tampa, no próximo dia 16 de abril, o veterano Dan Henderson preferia estar fazendo outra revanche contra outro brasileiro, o ex-campeão dos médios Anderson Silva. Em entrevista, Henderson disse que considera um segundo encontro com o Spider uma luta mais empolgante do que será seu duelo contra Machida.

Veja Também

Brasileira Amanda Nunes luta pelo cinturão contra Miesha Tate no UFC 200
Agora no Bellator, Mitrione detona: ‘UFC te rouba de seus dois bolsos’
Cerrone assina pra enfrentar Nurmagomedov, mas se machuca horas depois

não pedi (contra o Lyoto) e, sinceramente, não estava buscando uma revanche com ele, porque acho que não é uma luta que os fãs iam gostar. Ele é um cara que você nunca sabe se vai ser muito chato ou um pouco chato. De qualquer forma, não seria uma luta empolgante na minha mente; acho que depende de mim torná-la empolgante para os fãs”, disse Hendo, ao site “Sherdog”. “Eles me ligaram e perguntaram do Lyoto, e eu disse, ‘Bem, não pensei nele, mas, tudo bem’. Eu gostaria de ter enfrentado alguém como Anderson Silva, sei que os fãs querem ver uma revanche contra ele há muito tempo, e seria uma luta muito mais empolgante, provavelmente uma luta muito diferente, um pouco mais desafiadora de certa maneira. Essa é provavelmente uma luta que eu pediria. Com o Machida, acho que vai depender de mim tornar a luta empolgante, e planejo fazer isso, forçá-lo a me enfrentar”, completou.

Diante de Lyoto, Henderson, de 45 anos, fará a última luta de seu atual contrato com o UFC e, diferentemente de outras oportunidades, deixou a porta aberta para uma eventual aposentadoria. “Vamos ver. Esta é a última do meu contrato, e quem sabe, pode ser minha última luta na história. Eu gostaria de terminar minha carreira no UFC. Vai depender do UFC, quantas lutas eu continuo a fazer. Gostaria de representá-los fora do cage, no esporte, e ainda ser capaz de ter uma renda sendo parte do que amo e ajudar o esporte a crescer. Se eu conseguir fazer isso, talvez esta seja minha última luta. Caso contrário, eu talvez lute um pouco mais. Quem sabe?”, garantiu.

Dan Henderson e Lyoto Machida se enfrentam na luta co-principal do UFC Fight Night Tampa, no dia 16 de abril. Na luta principal da noite, o brasileiro Glover Teixeira enfrenta o ex-campeão dos meio-pesados Rashad Evans.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments