Agredida por ex-UFC lança aplicativo contra violência doméstica

Christy Mack, que sofreu agressões graves de War Machine em 2014, criou série de emojis que mostram mulheres machucadas

Mack e Machine tiveram relacionamento conturbado e violento. Foto: Reprodução

Mack e Machine tiveram relacionamento conturbado e violento. Foto: Reprodução

Agredida brutalmente por seu antigo namorado, o ex-lutador do UFC War Machine, Christy Mack inovou para chamar a atenção para a causa contra a violência doméstica. A ex-atriz de filmes pornográficos lançou um aplicativo com uma série de emojis que mostram mulheres machucadas por agressões.

Veja Também

Advogado de War Machine critica imprensa e defende seu cliente: ‘Ele não é um monstro’
Preso por agressão à atriz pornô, ex-lutador do UFC tenta suicídio na cadeia
War Machine tem pedido negado e causa tumulto em tribunal nos Estados Unidos

A intenção de Christy com o “MackMoji” é mobilizar as pessoas através do impacto das cenas. O aplicativo conta com diversas ilustrações sensuais da ex-atriz, mas também apresenta outras de mulheres com hematomas e cortes no rosto.

“A decisão de incluir emojis com mulheres machucadas foi para chamar a atenção pelo choque. Sei que muita gente vai usar isso de forma negativa, mas é um risco que corro para atingir meu objetivo. Muitas mulheres têm medo de falar, muitas vezes porque temem que seus parceiros irão perceber. Um simples emoji pode salvar uma vida. Quero que todas saibam que não estão sozinhas”, disse Mack, ao site “TMZ”.

O aplicativo está disponível para iOS e Android, por um valor de US$ 1,99. O valor arrecadado será revertido para a fundação Quebrando o Silêncio Contra a Violência Doméstica.

Em agosto de 2014, Christy Mack sofreu sérias agressões de War Machine, seu ex-namorado, em sua casa. Na ocasião, a atriz sofreu fratura em 18 ossos do rosto, costela e dentes, além de grandes inchaços, cortes e contusões no fígado. Machine, cujo nome de batismo é Jon Koppenhaver, foi preso na semana seguinte e segue detido até hoje.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments