Advogado de War Machine critica imprensa e defende seu cliente: ‘Ele não é um monstro’

Em entrevista, Brandon Sua diz que veículos de comunicação não estariam dando a versão do lutador da história

War Machine (foto) foi preso em sua cidade-natal, na Califórnia. Foto: Reprodução

War Machine (foto) foi preso em sua cidade-natal, na Califórnia. Foto: Reprodução

O caso de agressão envolvendo o lutador de MMA War Machine e sua namorada, a atriz de filmes pornográficos Christy Mack, segue repercutindo na imprensa norte-americana. O atleta de 32 anos, preso na última sexta-feira (15) ainda não se manifestou oficialmente, mas seu advogado, Brandon Sua, foi a público defender seu cliente.

RELEMBRE O CASO:
Atriz pornô relata agressão sofrida: ‘Achei que ia morrer’
War Machine se manifesta após crime: ‘Coração partido’
Atriz pornô cria fundo para despesas médicas de Christy Mack

Uma semana após agressão, War Machine é capturado nos EUA
Relatório policial descreve em detalhes agressão de War Machine

Para o advogado, War Machine, cujo nome de batismo é Jon Koppenhaver, não é má pessoa, sendo que os veículos de comunicação não estariam dando a versão do lutador da história. “O mais difícil para meu cliente é ver a repercussão da imprensa e do público. Houve muitas declarações que mostravam só um lado da história. A imprensa fez um bom trabalho em pintar que meu cliente é um monstro, mas ele não é um monstro. Ele é um bom rapaz”, disse, em entrevista à emissora de televisão “KTLA”.

War Machine, preso na cidade de Simi Valley, na Califórnia, será transferido para Las Vegas, Nevada, local onde a agressão ocorreu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments