Joanna espera bater Gadelha e conquistar um novo cinturão

Polonesa quer se manter como campeã nos palhas e vencer título na hoje inexistente divisão mosca feminina

Joanna (foto) já bateu a brasileira em decisão polêmica. Foto: Adam Nurkiewicz/UFC

Joanna (foto) já bateu a brasileira em decisão polêmica. Foto: Adam Nurkiewicz/UFC

Mais do que se manter campeã da categoria palha feminina, Joanna Jedrzejczyk quer fazer história no UFC. A polonesa espera se tornar a primeira mulher a conquistar títulos em duas categorias diferentes, algo que apenas foi obtido por BJ Penn e Randy Couture em categorias masculinas.

Veja Também

Irritada após convivência, Claudinha detona Joanna: ‘Ela é uma p***’
Claudinha alfineta Joanna: ‘Quer ser o McGregor, mas é burra’
Claudinha Gadelha comemora chegada de amiga ao UFC: ‘Você merece!’

No dia 8 de julho, Jedrzejczyk encara sua arquirrival Cláudia Gadelha para defender novamente seu título. Em seguida, caso vença, ela espera buscar um novo cinturão. Como a outra divisão feminina é a dos galos (61 kg), em termos de peso distante da categoria dos palhas (52 kg), Joanna torce para que o peso mosca seja criado neste intervalo.

“Acho que será a minha última luta com Cláudia Gadelha, porque tenho planos de me mudar a uma outra categoria. Lutar com 57 kg seria uma opção para um próximo título. Vamos ver”, disse Jedrzejczyk, em conferência telefônica com a imprensa na última quarta-feira (29).

A categoria mosca feminina oficialmente ainda não exista no UFC, embora Valerie Létourneau e Joanne Calderwood tenham duelado com 57 kg no UFC Ottawa, há poucas semanas. Assim, a polonesa espera que aquele tenha sido o primeiro passo rumo à nova categoria. “Eu acredito que sim, então eu sei que vai acontecer. Foi uma boa luta entre Valerie e JoJo, mas acho que precisamos dessa divisão. Muitas garotas dos galos podem descer e muitas outras dos palhas podem subir. Então, deveríamos criar essa divisão”, opinou.

Jedrzejczyk e Gadelha se enfrentam nas finais do TUF 23, na véspera do UFC 200, em Las Vegas (EUA). Será o segundo confronto entre as duas: em 2014, Jedrzejczyk venceu a brasileira em uma apertada decisão dos juízes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments