Lutador do UFC ingere carne contaminada e falha em exame antidoping

No entanto, Ning Guangyou foi absolvido pela Agência Antidopagem dos Estados Unidos e voltará às competições no fim do mês

Ning Guangyou foi absolvido após testar positivo. Foto: Divulgação

Ning Guangyou foi absolvido após testar positivo. Foto: Divulgação

Veja Também

Mais um caso de doping controverso foi visto na parceria do UFC com a Agência Antidopagem dos Estados Unidos (USADA). Ning Guangyou, campeão do TUF China, foi flagrado em um exame realizado em maio e retirado do UFC 202. Porém, ele acabou absolvido por uma razão para lá de curiosa.

O lutador chinês caiu no teste com a substância clenbuterol, um anabolizante. Depois de investigações, a USADA entendeu que sua presença no organismo do atleta pode ter sido resultado de uma contaminação alimentar.

“Consistentes e numerosos casos mostraram que o uso ilícito de clenbuterol em animais voltados à produção de comida podem resultar, sob condições específicas, um teste positivo de um atleta. A WADA [Agência Mundial Antidopagem] emitiu alertas específicos sobre esse problema na China e no México. A USADA reviu toda a evidência, incluindo o paradeiro do atleta e seus hábitos alimentares, e concluiu que a presença do clenbuterol em sua urina é muito provavelmente resultado da carne consumida na China. Como resultado, Guangyou não enfrentará punição após o teste”, revelou a USADA.

Assim, o atleta chinês está escalado para retornar ao octógono ainda neste mês, no dia 27, quando enfrenta Marlon Vera no UFC on FOX 21.

[vox id=”29238″]

Podcast #033: As vitórias de Marina Rodriguez no UFC e Tyson Fury no Boxe + ex-campeão preso

Comentários

Deixe um comentário