‘Lesões feias’ atrapalharam Diaz contra McGregor, diz treinador

Richard Perez garante que, se seu atleta não estivesse machucado, bateria irlandês novamente: ‘Ele estava afiado’

Diaz enfrentou McGregor por duas vezes. Foto: Divulgação/UFC

Diaz enfrentou McGregor por duas vezes. Foto: Divulgação/UFC

O treinador de boxe de Nate Diaz, Richard Perez, tem uma explicação para a derrota de seu atleta para Conor McGregor no UFC 202, evento realizado no dia 20 de agosto, em Las Vegas (EUA). Segundo ele, Diaz sofreu lesões em seu período de treinamentos, o que o impediu de render em seu máximo na revanche com o irlandês.

Veja Também

Diaz muda discurso e minimiza trilogia com McGregor: ‘Já o venci por duas vezes’
Dos Anjos critica McGregor x Diaz 2: ‘Dois desleixados’
Vídeo: Lesionado, McGregor aparece treinando dois dias após vencer Diaz

O segundo duelo entre McGregor e Diaz foi bastante acirrado, com bons momentos para ambos os lutadores. Depois de cinco rounds movimentados, McGregor ficou com a vitória na decisão majoritária dos juízes.

Para Perez, as lesões não permitiram a Diaz uma preparação adequada. “Foram [lesões] feias. Seu joelho estava ruim e suas costelas também, porque, quando ele machucou seu joelho, não conseguia correr. Então, quando ele melhorou um pouco, ele queria começar a fazer sparring. Ele não estava em forma porque não conseguiu treinar muito. Só de fazer um pouco de manopla e um pouco de sparring você já melhora muito. Em um treino, ele fez quatro rounds duros e estava indo bem, mas cansou e foi acertado na costela”, comentou, em entrevista ao podcast australiano “Submission Radio”.

Segundo ele, o resultado poderia ter sido diferente se Diaz tivesse tido um treinamento menos atribulado. ”Ele não podia recuar da luta. Sei que, se ele não estivesse machucado, [Nate] teria parado McGregor e Nate não teria sido atingido como foi no primeiro round da primeira luta. Ele estava afiado, treinando com caras do tamanho de McGregor, com ótimo boxe, e estava dando uma surra neles”, detalhou.

Com a rivalidade empatada com uma vitória para cada lado, Perez acredita que o próximo passo lógico por parte do UFC seria em casar imediatamente uma trilogia. “Temos negócios inacabados. Essa luta precisa de um terceiro duelo. Se eu fosse do UFC, diria para que isso acontecesse. Vamos ganhar mais um pouco de dinheiro com isso, e, depois, podemos deixar McGregor voltar aos penas”, completou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments