Fusão no MMA: duas organizações americanas irão se unir em 2017

Legacy Fighting Championship (LFC) e Resurrection Fighting Alliance (RFA) irão se transformar em uma só a partir do ano que vem

Soares (ao meio), presidente do RFA, anunciou a fusão nesta segunda-feira (19). Foto: Divulgação

Soares (ao meio), presidente do RFA, anunciou a fusão nesta segunda-feira (19). Foto: Divulgação

Veja Também

Brasileira campeã do UFC é homenageada em evento LGBT
Faltando quatro dias para pesagem, Cyborg precisa perder mais de 11kg
UFC investiga lutador por agressão contra mulher

Uma notícia inusitada chamou a atenção dos fãs de MMA nesta segunda-feira (19): as organizações norte-americanas Legacy Fighting Championship (LFC) e Resurrection Fighting Alliance (RFA) irão se unir a partir de 2017, criando, assim, uma única empresa, a Legacy Fighting Alliance, ou LFA. Ed Soares, empresário e presidente do RFA, falou sobre o novo projeto em entrevista ao programa ’The MMA Hour’ (EUA).

“Eu sentia que o RFA e o Legacy eram as duas organizações que mais enviavam atletas para o UFC e o Bellator. Éramos as principais organizações de desenvolvimento. Quando nós juntamos forças, nós criamos algo muito mais forte que separados. Nós queremos criar a NCAA [liga universitária americana] do MMA. E com essa fusão, é isso que construímos.”

A média de eventos realizados pelo Legacy é de 14 anuais, enquanto no RFA o número chega a 13. Partindo desse pressuposto, Soares admite que a previsão para a nova empresa é de 30 show em 2017, além de já ter assinado um contrato  de cinco anos com a emissora norte-americana ‘AXS TV’.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments