Romero provoca Bisping: “Ele está com medo de mim”

Cubano, que nocauteou Weidman no UFC 205, diz que "entrou na cabeça" de Bisping e provoca o atual campeão dos médios

Y. Romero (foto) vem de oito vitórias seguidas no octógono. Foto: Josh Hedges/UFC

Y. Romero (foto) vem de oito vitórias seguidas no octógono. Foto: Josh Hedges/UFC

Veja Também

Bisping nega duelo contra Romero, mas pede Weidman
Vídeo: Assista ao nocaute de Yoel Romero em Chris Weidman
UFC 205: Woodley empata com Thompson e mantém o cinturão dos meio-médios

O peso médio Yoel Romero praticamente garantiu seu posto de próximo desafiante ao campeão Michael Bisping após nocautear Chris Weidman de forma brutal no UFC 205, no último sábado (12), em Nova York.Após o duelo, Bisping, que estava no Madison Square Garden, apareceu no telão fazendo gestos obscenos para Yoel ao final do combate, fato que, segundo o próprio cubano, mexeu com a cabeça do inglês.

“Eu já o peguei. Claro que já estou na cabeça dele. Sim (ele está com medo de mim). Há quatro anos, eu morava na Alemanha, tinha acabado de me mudar de Cuba, onde eu tinha uma grande reputação no wrestling e era reconhecido internacionalmente. Naquela época, o Michael Bisping treinava com o Rampage Jackson na Inglaterra e me pediram para ajudá-los com o wrestling. Parece que ele esqueceu disso, porque depois do que aconteceu com a USADA, ele me chamou de trapaceiro, mentiroso e acho que ele esqueceu que um dia pediu ajuda do “mentiroso” aqui.

Quando um animal morde a mão daquele que lhe alimenta, é porque algo tem que acontecer”, falou o lutador após o evento.

Contudo, Romero esclareceu que não conseguiu ajudar Bisping na ocasião, mas voltou a criticar a postura do campeão.

“Nunca cheguei a ajudá-lo, porque não tinha muito tempo para fazer isso naquela época. Mas eu sei que ele iria adorar ter aprendido wrestling comigo. Me chateia muito tudo o que ele falou sobre mim. Você precisa respeitar seus adversários ou companheiros de treino e ele não tem nenhum respeito. Nós podemos nos destruir ou arrancar a cabeça um do outro dentro do octógono, mas temos que nos respeitar do lado de fora. Ainda assim, esta é apenas mais uma luta para mim. Ele está pedindo a luta no UFC 206. Estou pronto”, concluiu.

Yoel Romero, 39 anos, ainda não sabe o que é perder no UFC. Na organização desde 2013, ele venceu os oito combates que realizou, sendo seis por nocaute. Ao todo, ele possuiu um cartel com 12 vitórias e apenas uma derrota, para o brasileiro Rafael Feijão, na extinta organização “Strikeforce”. Curiosamente, essa foi a última luta do cubano antes de desembarcar no Ultimate.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments