Dominick Cruz dispara contra TJ Dillashaw: “Ele é falso”

Campeão peso galo do UFC não poupa críticas ao rival e afirma que ajudou TJ a ser mais relevante após derrota-lo

D. Cruz (foto) "tomou" o cinturão peso galo de TJ em janeiro deste ano. Foto: Josh Hedges/UFC

D. Cruz (foto) “tomou” o cinturão peso galo de TJ em janeiro deste ano. Foto: Josh Hedges/UFC

A revanche entre Dominick Cruz e TJ Dillashaw não saiu do papel, mas a rivalidade entre os dois pesos galos continua em alta. Cruz, que irá colocar seu cinturão em jogo contra Cody Garbrandt no UFC 207, dia 30 de dezembro, não poupou criticas ao Dillashaw, a quem derrotou em janeiro deste ano, e opinou sobre o motivo pelo qual o rival oi preterido pela organização na hora de escolherem o próximo desafiante da categoria.

Veja Também

Dominick Cruz ironiza: “Vou fazer Garbrandt parecer um bobo”
Dominick Cruz coloca cinturão em jogo contra promessa americana no UFC 207

“Os novos proprietários do UFC são de uma empresa de gestão, lidam com estrelas de elite, e se você realmente olhar para o fundo das pessoas que gastaram US$ 4,2 bilhões no UFC, elas vão tomar decisões de acordo com o melhor negócio. Dillashaw não torna o negócio melhor. Cody, com sua ruína emocional, as pessoas veem a emoção nele, veem o que ele está pensando e sentindo. Ele coloca tudo para fora. Dillashaw é falso. Tudo o que Dillashaw faz é uma mentira”, comentou Cruz, em entrevista ao site “MMAjunkie” (EUA).

Para Dominick, TJ nunca foi um campeão de fato, e o fato de ter perdido o cinturão da divisão o ajudou a ser mais relevante, pois o ex-campeão mudou sua postura e passou a ser mais relevante.

“Se ele deixar aparecer seu verdadeiro eu, acho que ele seria muito mais interessante. Mas Dillashaw se recusa. Você viu isso em nossa primeira luta, em nossa primeira entrevista, ele prende sua emoção. Agora, depois que eu o soquei e levei embora seu título interino e lhe fiz ver que nunca foi o campeão, ele começou falar. Você está ouvindo falar mais de TJ Dillashaw agora do que já ouviu não só quando era o campeão interino, mas em toda a sua carreira. Eu ajudei Dillashaw, fiz Dillashaw mais relevante. Fiz Dillashaw ter uma voz e o ensinei como sair de sua própria concha. Ele pode me odiar por tudo, mas esse cara está falando mais do que nunca”, provocou o campeão.

Dominick Cruz se prepara para enfrentar Cody Garbrandt no segundo duelo mais importante do UFC 207, que contará com outra disputa de cinturão em jogo: a estrela Ronda Rousey retorna ao octógono após 13 meses sem lutar e encara a campeã peso galo Amanda Nunes na luta principal da noite. Além das duas disputas de título, mais quatro brasileiros estarão em ação: Fabrício Werdum, John Lineker, Antônio Cara de Sapato e Alex ‘Cowboy’.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments