Glover compara McGregor a Muhammad Ali: “Vende o show e luta bem”

Brasileiro admite que Conor merece o sucesso obtido, mas ressalta que apostaria em Aldo em uma eventual revanche contra o irlandês

Glover elogiou McGregor e diz que irlandês mereceu as conquistas recentes. (Foto: Getty Images)

Glover elogiou McGregor e diz que irlandês mereceu as conquistas recentes. (Foto: Getty Images)

O estilo falastrão de Conor McGregor aliado ao seu talento dentro do octógono tem conquistado cada vez mais fãs ao redor do mundo. E pelo visto o brasileiro Glover Teixeira é mais um a se render ao sucesso do campeão peso pena e peso leve do UFC. Sincero, Glover diz que McGregor mereceu as conquistas recentes e compara o irlandês a Muhammad Ali, considerado uma das maiores lendas do boxe.

Veja Também

‘Quero brincar com McGregor e fazê-lo parecer ruim’, avisa Nurmagomedov
Treinador de McGregor sugere revanches em defesas de título
Empresário se mostra aberto a mudança de McGregor ao pro-wrestling

“Claro que o sucesso dele é merecido, não tem como falar. Vou falar que não? O cara vende, sabe falar, é inteligente, não é bobo, não fala coisa boba. O McGregor não briga, só reage, não é o primeiro nunca a bater no cara. Ele vai para provocar, mas não briga. É como o Muhammad Ali. O McGregor está vendendo o show e luta bem, é um atleta de verdade, que não anda fora de forma, está sempre treinando. É um atleta de alto nível, que vende bem, merece. Quem é mais merecedor do que ele? Não tem. Poderia ser o “Mighty Mouse” (Demetrious Johnson, campeão dos moscas), mas ele não faz um show”, declarou Glover, em entrevista ao site Combate.com.

Apesar de elogiar Conor, Glover afirma que apostaria contra o irlandês em uma eventual revanche contra José Aldo. “É como a gente fala: o McGregor segura as pontas, faz o que promete. Eu achei que foi sorte aquele golpe no Aldo. Até hoje eu acho que, se eles lutarem no pena, o José Aldo o mata. Mas, se o McGregor teve sorte, mereceu”, opinou Teixeira.

Questionado sobre quando voltará ao octógono, Glover, que não luta desde agosto deste ano, quando foi nocauteado em apenas 13 segundos por Anthony Johnson, garante que seu retorno irá acontecer no primeiro trimestre de 2017. O adversário, no entanto, ainda não está definido, mas ele espera alguém que esteja entre os tops de sua categoria.

“Eu falei para o UFC que estou preparado, mandei mensagem. Acho que luto em janeiro ou fevereiro, antes de março, com certeza. O (Ryan) Bader lutou bem contra o Minotouro, quero um cara dos tops. Não tenho preferência. Para mim, tanto faz, não quero falar nomes. Estou satisfeito contra qualquer um, ainda mais por estar vindo de derrota. Quero voltar a ganhar. Com duas ou três vitórias, com certeza, terei nova chance de disputar o cinturão. Eu acredito nisso e irei buscar”, concluiu o lutador.

Glover Teixeira, 37 anos, tem 11 lutas no UFC, com oito vitórias e três derrotas. Ele chegou a disputar o cinturão dos meio-pesados contra Jon Jones, em 2014, mas foi derrotado na decisão unânime dos juízes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments