Dana White admite que UFC 207 pode ser o último de Ronda Rousey

Presidente do Ultimate diz que há possibilidade de aposentadoria para a ex-campeã em caso de derrota

 

Dana (esq) pensa no futuro de Ronda (dir) FOTO: Getty Images/UFC

Dana (esq) pensa no futuro de Ronda (dir) FOTO: Getty Images/UFC

Ronda Rousey se isolou da imprensa antes de seu retorno ao octógono, que ocorre nesta sexta-feira (30), no UFC 207. Por isso, as perguntas sobre a continuidade de sua carreira dependendo do resultado de sua luta com Amanda Nunes ficaram para Dana White. E o presidente do Ultimate admitiu que há a possibilidade de a ex-campeã se aposentar em caso de derrota para a brasileira.

Veja Também

Ascensão e queda: cinco momentos da carreira de Ronda Rousey
Cinco motivos para assistir o UFC 207 nesta sexta
Amanda veste máscara de ‘Leoa’, encara Ronda e avisa: ‘Sou a verdadeira campeã’

“Acho que se a Ronda vencer na sexta-feira, vamos vê-la de novo no octógono. Em caso de derrota, eu não sei…Ela é muito competitiva, então se perder, teremos que ver o que acontece. Mas seu legado? Ela foi a campeã mais dominante do mundo, ela tem agora a oportunidade de cementar seu legado”, deixou no ar em entrevista ao canal de TV norte-americano ESPN.

White também falou sobre Amanda Nunes. Para o mandatário do UFC, a campeã brasileira tem a oportunidade de trilhar seu próprio caminho de sucesso com uma vitória sobre Ronda Rousey.

“Se Amanda vencer na sexta-feira (30), todo mundo vai saber quem é ela e ela vai ter a oportunidade de seguir defendendo seu título e construir seu próprio legado”, encerrou.

Ronda Rousey não luta desde novembro de 2015, quando sofreu a primeira derrota de sua carreira, por nocaute contra Holly Holm. A nova campeã dos galos perdeu o título para Miesha Tate no UFC 196. Quatro eventos numerados depois, Amanda Nunes finalizou Tate e se tornou a detentora do cinturão.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments