Dana White revela que recusou oferta de $ 5 bilhões pelo UFC | SUPER LUTAS

Dana White revela que recusou oferta de US$ 5 bilhões pelo UFC

Presidente do UFC disse que recusou proposta por acreditar no potencial dos novos proprietários, que pagaram US$ 4 bilhões

Dana revelou recusa de US$ 4 bilhões pelo Ultimate. (Foto: Josh Hedges/UFC)

Dana revelou recusa de US$ 4 bilhões pelo Ultimate. (Foto: Josh Hedges/UFC)

Em julho de 2016, ainda comandado pelo grupo Zuffa LLC, formado por Lorenzo Fertitta, Frank Fertitta III e Dana White, o UFC chocou o mundo do MMA ao ser vendido empresa WME-IMG, uma das maiores agências de talento dos EUA e do mundo, por US$ 4 bilhões, cerca de R$ 13 bilhões. Contudo, a venda da empresa por valores astronômicos poderia ter acontecido por um valor ainda maior, de acordo com Dana, presidente da franquia. De acordo com ele, a empresa recusou uma oferta de US$ 5 bilhões.

Veja Também

“Quando estávamos fazendo essa negociação, houve dois grupos que ofereceram mais dinheiro que Ari (Emanuel, líder da WME-IMG). Houve uma (oferta) de US$ 5 bilhões. Há pessoas que acredito que acrescentam valor. Uma das milhões de coisas que respeito sobre os Fertittas é que eles não passariam essa coisa adiante apenas por dinheiro. Eles queriam garantir que fosse para alguém que pudesse elevar esse negócio ao próximo nível – declarou o dirigente, em entrevista ao programa ‘The Exchange’ (EUA).

Questionado a respeito do motivo por não terem optado pela oferta mais valiosa, White garantiu que o potencial dos novos proprietários pesou na escolha. “gora, estamos com um cara que é o rei de Hollywood. Fazer negócios assim é o que ele faz. Vai ser muito maior para o esporte, para a marca e para os lutadores. Ari é um daqueles caras que tem “bolas enormes”, ele é muito inteligente e criou um plano muito bom para o esporte. A visão que Ari tem para o esporte neste momento, estou de acordo com ele e adoro”, elogiou o presidente.

Os irmãos Lorenzo e Frank Fertitta, por meio da ZUFFA, compraram o UFC no início da década passada, em 2001, por US$ 1 milhão. Desde então, a empresa teve crescimento exponencial em faturamento e tornou-se uma das marcas esportivas mais lucrativas do planeta, com o aumento de seu valor de mercado de US$ 1 milhão para 4 bilhões. Em 2015, o UFC chegou a ser apontado pela Forbes como a décima mais valiosa organização esportiva do mundo.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments