Bisping explica provocações feitas a Whittaker após o UFC 213

Inglês comentou que não gostou de ver campeão interino com o cinturão e por isso jogou seu título no chão e o xingou

M. Bisping (esq) provocou R. Whittaker (dir) Foto: Reprodução/Facebook/UFC

M. Bisping (esq) provocou R. Whittaker (dir) Foto: Reprodução/Facebook/UFC

Após o duelo entre Robert Whittaker e Yoel Romero na luta principal do UFC 213, o campeão linear do peso médio Michael Bisping provocou o vencedor Whittaker e chegou a jogar seu próprio cinturão no pé do neozelandês, além de xingá-lo. Apesar de não ter reagido, o dono do título interino foi criticado duramente pelo inglês.

Veja Também

Whittaker estreia no ranking peso por peso e Werdum cai nos pesados
Romero queima imagem de Bisping em resposta ao campeão
Mousasi critica patrocínio único ao falar sobre saída: ‘A Reebok é ruim para o UFC’

Segundo Bisping, os xingamentos e provocações vieram após Dana White ter colocado o cinturão interino em Whittaker. O “Conde” disse ter se irritado ao ver a cena, já que ele se considera o único campeão da categoria dos médios.

“Eu sou o campeão linear do mundo, inquestionável. Esse falso, esse poser está ali na minha frente com um cinturão interino, como se ele fosse o campeão. Eu sou o campeão. Olhe, leve isso. Nós vamos lutar, então eu ainda sou o campeão. Não vou andar por aí com meu cinturão na cintura. Você tem um título e eu tenho outro. Leve o meu para casa. E que o melhor homem ganhe. Quem ganhar fica com o cinturão de verdade”, comentou Bisping, ao site norte-americano MMA Junkie, que também falou sobre a confusão com o derrotado Romero ainda no octógono.

“Ele estava mostrando a língua para mim ao fim da luta, antes do resultado. Então, eu so devolvi o “amor”. Depois do anúncio, ele chegou perto de mim e fingiu que ia me atacar. Então, eu reagi. Por um segundo, ficou uma grande bagunça”, descreveu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments