Johnson pega Borg no UFC 215 e pode bater recorde de Anderson | SUPER LUTAS

AO VIVO

SUPER LUTAS traz aquecimento para o UFC 266 e o 'migué' de Romero no Bellator

Johnson pega Borg no UFC 215 e pode bater recorde de Anderson

Norte-americano fará 11ª defesa de cinturão e passará 'Spider' em caso de vitória; Amanda e Cigano lutam no mesmo evento

D. Johnson (foto) luta contra Borg (Foto: Reprodução/ Facebook/UFC)

D. Johnson (foto) luta contra Borg (Foto: Reprodução/ Facebook/UFC)

O Ultimate anunciou à emissora canadense TSN, nesta quinta-feira (20), que o campeão peso mosca Demetrious Johnson fará sua 11ª defesa de cinturão contra Ray Borg na luta principal do UFC 215, no dia 9 de setembro. O norte-americano terá a oportunidade de bater um recorde de Anderson Silva quando lutar no UFC 215. Caso passe por Borg, DJ se tornará o campeão com mais defesas da história do UFC. O evento já conta com a disputa do título galo feminino entre a atual detentora Amanda Nunes e a desafiante Valentina Shevchenko.

Veja Também

Atualmente, Johnson está empatado em dez defesas de título com Anderson Silva, que ficou invicto no UFC entre 2006 e 2013 e foi destronado na 11ª defesa, contra Chris Weidman no UFC 162. DJ, portanto, poderá ultrapassar o ex-campeão brasileiro no quesito defesas de cinturão. Recentemente, o norte-americano foi duramente criticado por Dana White, presidente do Ultimate, por se recusar a enfrentar TJ Dillashaw, ex-campeão dos galos para buscar o recorde de Silva. Johnson retrucou, acusando o UFC de não lhe dar atenção e salários condizentes com a condição de campeão do mundo.

Quem também mereceu críticas do chefão do UFC foi Amanda Nunes, que faria a revanche contra Shevchenko no UFC 213, mas se retirou do combate horas antes do início do evento. White disse que médicos liberaram a brasileira, que escolheu não lutar. Como “presente”, o Ultimate a deixou de fora da luta principal do UFC 215, que acontecerá em Edmonton, no estado de Alberta, no Canadá.

Além da Leoa, outros brasileiros estão escalados para o evento de setembro: ex-campeão peso pesado do UFC Júnior Cigano enfrenta o promissor Francis Ngannou. Já o peso mosca Wilson Reis pega o medalhista de ouro olímpico no wrestling Henry Cejudo.

Romero dominado no Bellator e aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments