Johnson pega Borg no UFC 215 e pode bater recorde de Anderson

Norte-americano fará 11ª defesa de cinturão e passará 'Spider' em caso de vitória; Amanda e Cigano lutam no mesmo evento

D. Johnson (foto) luta contra Borg (Foto: Reprodução/ Facebook/UFC)

D. Johnson (foto) luta contra Borg (Foto: Reprodução/ Facebook/UFC)

O Ultimate anunciou à emissora canadense TSN, nesta quinta-feira (20), que o campeão peso mosca Demetrious Johnson fará sua 11ª defesa de cinturão contra Ray Borg na luta principal do UFC 215, no dia 9 de setembro. O norte-americano terá a oportunidade de bater um recorde de Anderson Silva quando lutar no UFC 215. Caso passe por Borg, DJ se tornará o campeão com mais defesas da história do UFC. O evento já conta com a disputa do título galo feminino entre a atual detentora Amanda Nunes e a desafiante Valentina Shevchenko.

Veja Também

Revanche entre Amanda Nunes e Valentina é remarcada para o UFC 215
Demetrious Johnson supera McGregor e é eleito o Lutador do Ano
Sem Amanda Nunes, UFC 213 tem pior volume de vendas de 2017

Atualmente, Johnson está empatado em dez defesas de título com Anderson Silva, que ficou invicto no UFC entre 2006 e 2013 e foi destronado na 11ª defesa, contra Chris Weidman no UFC 162. DJ, portanto, poderá ultrapassar o ex-campeão brasileiro no quesito defesas de cinturão. Recentemente, o norte-americano foi duramente criticado por Dana White, presidente do Ultimate, por se recusar a enfrentar TJ Dillashaw, ex-campeão dos galos para buscar o recorde de Silva. Johnson retrucou, acusando o UFC de não lhe dar atenção e salários condizentes com a condição de campeão do mundo.

Quem também mereceu críticas do chefão do UFC foi Amanda Nunes, que faria a revanche contra Shevchenko no UFC 213, mas se retirou do combate horas antes do início do evento. White disse que médicos liberaram a brasileira, que escolheu não lutar. Como “presente”, o Ultimate a deixou de fora da luta principal do UFC 215, que acontecerá em Edmonton, no estado de Alberta, no Canadá.

Além da Leoa, outros brasileiros estão escalados para o evento de setembro: ex-campeão peso pesado do UFC Júnior Cigano enfrenta o promissor Francis Ngannou. Já o peso mosca Wilson Reis pega o medalhista de ouro olímpico no wrestling Henry Cejudo.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments