Mario Yamasaki responde desafio feito por Michael Chiesa: ‘É infantil’

Desafio por Chiesa para uma luta de grappling, Yamasaki questionou a real intenção do lutador, mas não descartou o duelo

Yamasaki respondeu o desafio feito por Chiesa (Foto: Reprodução/Twitter MarioYamasaki)

Yamasaki respondeu o desafio feito por Chiesa (Foto: Reprodução/Twitter MarioYamasaki)

O desafio de Michael Chiesa a Mario Yamasaki não ficou sem resposta. Após o lutador peso leve do UFC propor um duelo de grappling (luta agarrada) contra o árbitro brasileiro, Yamasaki ironizou as declarações do norte-americano, a quem chamou de infantil. De acordo com Mario, um eventual combate entre eles não acrescentaria em nada na carreira de ambos.

Veja Também

Irritado, Chiesa desafia Yamasaki para duelo na luta agarrada
Yamasaki rebate críticas de Dana White por polêmica no UFC Oklahoma

“Tenho 53 anos, não treino mais, como vou fazer isso? E qual é o objetivo de ele me combater? O que isso mudaria? O que ele quer provar? É infantil. Mesmo que ele me pegue ou se eu o pegar, isso não mudará nada que aconteceu em sua luta. O que ele está tentando provar?”, declarou o árbitro, em entrevista ao site ‘MMA Fighting’ (EUA).

Embora considere o desafio desnecessário, Yamasaki ressaltou que não recusaria o combate. Caso tenha tempo para treinar, o brasileiro garante que toparia enfrentar Chiesa, chegando, inclusive, a chamar o lutador para comparecer em uma de suas academias nos Estados Unidos.

“Se ele me der um tempo para treinar, eu iria lutar com ele. Diga-lhe para vir a minha academia, não há problema. Tenho dez academias nos Estados Unidos, ele pode vir sempre que quiser”, disparou Yamasaki, que completou afirmando que Chiesa quer apenas chamar a atenção da mídia.

“O que ele está tentando provar? É o que eu quero saber. O que isso mudaria? Ele quer mídia, e ele já teve mídia”, concluiu.

A polêmica entre Chiesa e Yamasaki começou dia 25 de junho, durante a luta principal do UFC Oklahoma. Na ocasião, “Maverick”, como é conhecido, foi pego em uma mata-leão aplicado por Kevin Lee. Sem que o americano desse os três tapinhas em desistência, Mario interrompeu o duelo, decretando a vitória de Lee. Inconformado com a decisão do brasileiro, Michael apelou junto a Comissão Atlética que organizou o evento com um pedido de anulação do resultado da luta, mas seu recurso foi negado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments