Sem pensar em cinturão, Aldo mira duelo com Swanson: ‘Quero lutar o quanto antes’

Aldo garante que foco atual não é em recuperar o cinturão e vê Swanson como adversário ideal para retorno ao octógono

Aldo quer lutar ainda em 2017 (Foto: Reprodução/Facebook/JoséAldo)

Aldo quer lutar ainda em 2017 (Foto: Reprodução/Facebook/JoséAldo)

O retorno de José Aldo ao octógono parece estar perto de acontecer. Sem lutar desde junho passado, quando perdeu o cinturão dos penas para Max Holloway no UFC 212, no Rio de Janeiro, o carioca afirma que seu desejo é voltar a entrar em ação o mais rápido possível, mas sem a pressão de pensar em título. De acordo com Aldo, um duelo contra Cub Swanson, número 4 no ranking, seria ideal para seu próximo desafio.

Veja Também

A vez delas! Mulheres mantém o Brasil no topo do UFC
Vídeo mostra Cormier desnorteado após derrota para Jones

“Não é nem desejo, não tem nem motivo para não ser… O Cub (Swanson) é um cara que vem bem credenciado agora. Então, se Deus quiser, a gente vai chegar e lutar com ele. É um cara que está bem ranqueado pra gente lutar na próxima luta. Acho que primeiramente eu quero lutar o quanto antes, quero manter o ritmo agora principalmente, então não vejo problema algum. E eu creio que é uma história nova. Primeiro quero lutar de novo, não estou pensando em cinturão nesse exato momento, não sou viciado por isso. Eu respeito todo atleta, meu próximo passo é voltar ao octógono, voltar a vencer, e aí sim sentar com o UFC e decidir qual a melhor saída”, declarou o ex-campeão, em entrevista ao ‘Lance!’.

Aldo e Swanson já se enfrentaram no extinto WEC, em 2009. Na ocasião, o brasileiro precisou de apenas 8 segundos para nocautear o rival, após acertar uma linda joelhada voadora. No UFC, no entanto, a revanche nunca aconteceu, embora Swanson sempre tenha feito parte da elite da divisão.

No Ultimate desde 2011, Aldo, curiosamente, nunca lutou na organização se não fosse pelo cinturão – nas dez lutas realizadas, todas valiam o título dos penas. Agora, no entanto, o foco é voltar a competir e, depois, voltar a pensar no topo da categoria.

“Acho que agora a chama de lutar acendeu de novo. Voltei a ser aquele lutador com sangue nos olhos, então já estamos pensando em voltar e futuramente disputar o título novamente. Pelo carinho que eu venho recebendo dos fãs, cada palavra de incentivo e de carinho com a minha pessoa, eu fico bem feliz e isso me motiva cada vez mais a voltar a lutar e estar com brilho nos olhos, para que a gente possa voltar a almejar o cinturão futuramente. Então por agora eu não me vejo pensando em aposentadoria, mas daqui a uns anos eu posso parar e aproveitar um pouco da vida”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments