Por legado, Amanda dispara: ‘Quem estiver na frente, vou atropelar’

Amanda Nunes, que colocará seu cinturão em jogo contra Valentina neste sábado, quer deixar seu legado no peso galo feminino

A. Nunes é campeã há 14 meses (Foto: Reprodução/Facebook/UFC)

A. Nunes é campeã há 14 meses (Foto: Reprodução/Facebook/UFC)

Campeã peso galo feminino há 14 meses, Amanda Nunes sonha fazer história na divisão. Após chegar ao topo finalizando Miesha Tate no histórico UFC 200, em julho de 2016, a brasileira fez sua primeira defesa de título ao nocautear Ronda Rousey em apenas 48 segundos, em dezembro passado. Agora, neste sábado (09), em Edmonton (CAN), a rival será uma velha conhecida: Valentina Shevchenko, a quem a Leoa já derrotou por pontos, em março do ano passado.

Veja Também

Ray Borg passa mal e luta com Demetrious Johnson é cancelada no UFC 215
Amanda Nunes ignora críticas de Dana White: ‘Não fiquei chateada’

Na revanche que marcará a atração principal do UFC 215, Amanda garante que está pronta para ter seu braço novamente erguido, conseguindo, assim, continuar construindo seu legado na categoria até 61kg.

“Quero deixar minha marca nesta divisão. Quem estiver na minha frente, vou atropelar. A vitória contra Valentina vai ser importante para mim porque os fãs esperam algo assim de mim e preciso continuar me provando, mostrando que estou pronta para cada batalha e para cada obstáculo que a vida me mostra, e a Valentina é um bom desafio para superar. (…) É a desafiante número um e quero lutar com ela. Essa é a luta que eu quero, ela também quer e essa luta precisa acontecer porque ninguém na divisão, no top 5, está qualificada para me enfrentar. Valentina é a única”, declarou a baiana, em entrevista ao site do UFC.

Acostumada com as chamadas ’superlutas’, Nunes afirma que seus triunfos recentes o deram a confiança para se manter no topo da divisão. Segundo ela, tanto a preparação física como mental estão 100% para o duelo contra Valentina.

“Minhas duas últimas lutas são as duas que colocaram minha confiança nas minhas habilidades em um alto nível – as lutas com Miesha e Ronda – e meu foco era tão grande para essas lutas porque estive me preparando minha vida inteira para ser uma campeã forte mentalmente. Nada vai me abalar, ninguém vai me abalar. Estou pronta para passar por essa luta e partir para a próxima”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments