Após conquistar cinturão, Ferguson ataca McGregor: ‘É um filho da p***’

Novo campeão interino dos leves, Ferguson disparou contra McGregor, detentor do título linear da categoria

Ferguson quer enfrentar McGregor na sequência (Foto:Reprodução/Youtube UFC)

Ferguson quer enfrentar McGregor na sequência (Foto:Reprodução/Youtube UFC)

Se quando ainda sequer era campeão, Tony Ferguson já provocava Conor McGregor, agora, após a conquista do cinturão interino dos leves, a perseguição certamente aumentará. E já começou no último sábado (07), logo após finalizar Kevin Lee na luta principal do UFC 216, em Las Vegas (EUA). Na entrevista coletiva pós-triunfo, El Cucuy disparou contra McGregor, exigindo que o irlandês aceite um duelo para unificar os títulos da categoria.

Veja Também

Dana indica que fará McGregor x Ferguson: ‘É a luta a ser casada’
Vídeo: Lutador do UFC, Rony Jason é filmado agredindo mulher em festa

“Conor, você é um filho da p… de mentira. Estou bem aqui. Você não pode fugir disso falando. Tem que unificar o cinturão”, declarou Tony.

Quando o assunto foi o triunfo contra Lee, Ferguson mudou a postura. Visivelmente emocionado, o campeão dedicou a conquista à família e amigos, garantindo que seu objetivo não é apenas o cinturão, mas, também, entrar para o seleto grupo de lutadores que integram o ‘Hall da Fama’ do UFC.

“Era a oportunidade da minha vida. É sensacional representar a mim e ao meu time e, acima disso, minha família e meus amigos. É uma chance incrível de poder demonstrar que eu não consegui voltar em março. Queria ser um dos primeiros a lutar na T-Mobile Arena. Não aconteceu, e eu fiquei muito frustrado. Tive que voltar para a estaca zero e ter a humildade de saber que teria que lutar para construir meu caminho até essa luta. Estou muito emocionado. Esse cinturão é pesado, mas meus ombros são fortes e o aguentarão por muito tempo. Dez vitórias são melhores que nove. Dez vitórias consecutivas. Ainda detenho o recorde de maior número de vitórias seguidas na história do peso-leve. Meu objetivo não é o cinturão, é o Hall da Fama. Quero deixar um grande legado para o meu filho. Eu luto para que ele não tenha que lutar”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments