Cyborg desconversa sobre superluta com Amanda: ‘Não gostaria’

Campeã peso pena enfrenta Holly Holm no UFC 219 e depois espera receber Megan Anderson no octógono

C. Cyborg (foto) quer evitar duelo com A. Nunes (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)

Ainda que tenha de pensar em Holly Holm, sua adversária no UFC 219 do próximo sábado (30), a brasileira Cris Cyborg já faz planos para a sequência de sua carreira. Enquanto ela admite que respeita a compatriota Amanda Nunes, enfrentá-la no peso pena não faz parte dos seus planos. Porém, Cyborg garantiu que, se o duelo for oferecido, ela irá pensar no assunto.

Veja Também

Cyborg sonha em seguir passos de McGregor e migrar para o boxe
Cerrone retorna contra Medeiros na luta principal do UFC Austin
Barboza não se preocupa com jogo de Khabib: ‘Só mais um’

Em entrevista ao site do canal Combate, a campeã peso pena do Ultimate falou que não gostaria de enfrentar uma brasileira e preferia medir forças com Megan Anderson, campeã de sua categoria no Invicta FC.

“Sempre falei que não quero lutar com brasileira, mas se não tiver oportunidade de ter outra adversária e eles quiserem casar essa luta, não tenho o que fazer. Estou aqui para trabalhar. Mas respeito a Amanda e tudo o que ela fez pelo esporte, ela merece toda a conquista no peso galo. Eu não gostaria (de enfrentá-la), mas quem sabe… Queria lutar com alguém do meu peso, alguém que esteja conquistando o peso pena para ter oportunidade. As meninas da minha categoria merecem lutar pelo peso delas”, declarou Cyborg, que pediu para enfrentar Megan Anderson em seu próximo compromisso.

“A maioria das meninas do meu peso estão em outra organização, mas como agora o UFC abriu a categoria, com certeza elas querem vir para o UFC. Megan Anderson tem que organizar a papelada dela, não sei como está, mas espero que seja a próxima luta”, disse.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments