Holm busca feito histórico contra Cyborg: ‘Serei a primeira bicampeã’

Norte-americana mostrou confiança em vencer Cris Cyborg na luta principal do UFC 219 do próximo sábado (30)

H. Holm motivada para chocar o mundo (Foto: Reprodução Facebook Holly Holm)

Ex-campeã peso galo do Ultimate, Holly Holm poderá se tornar bicampeã do mundo se superar Cris Cyborg no UFC 219 do próximo sábado (30). Caso consiga a façanha de interromper 12 anos de invencibilidade da brasileira, a norte-americana se tornará a primeira mulher a ter dois títulos em duas categorias diferentes na história da companhia.

Veja Também

Cyborg sonha em seguir passos de McGregor e migrar para o boxe
Cyborg desconversa sobre superluta com Amanda: ‘Não gostaria’
Barboza não se preocupa com jogo de Khabib: ‘Só mais um’

E é isso que a motiva. Ex-campeã mundial de boxe em várias divisões, Holm admite que aceitou enfrentar Cyborg pelo desafio pessoal, mas também pela possibilidade de fazer história no MMA.

“Quando entrei para o MMA, minha maior ambição era ser campeã do mundo e me tornar a primeira mulher a ter títulos mundiais no boxe e no MMA. Fiz isso ao vencer Ronda Rousey. No boxe, fui campeã em mais de uma categoria e agora quero repetir isso no UFC (…) Eu sei do que sou capaz e se eu chegar lá e implementar tudo que eu sei dentro do octógono, vou vencer Cyborg”, comentou Holm, em entrevista ao programa norte-americano UFC 219 Countdown.

Caso Holly Holm consiga o feito de se tornar bicampeã do UFC, ela se juntará a um restrito clube, que conta com os campeões Georges St. Pierre (médio e meio-médio), Conor McGregor (pena e leve), Randy Couture (meio-pesado e pesado) e BJ Penn (leve e meio-médio). Destes, apenas McGregor ainda tem um de seus cinturões, o do peso leve.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments