Weidman ignora Romero e pede luta por cinturão contra Whittaker

Ex-campeão dos médios, mesmo vindo de três derrotas em quatro lutas, quer se aproveitar do caos da divisão de médios para ter nova luta pelo título

C. Weidman está de olho em título (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Mesmo vindo de três derrotas nas últimas quatro lutas, Chris Weidman quer se aproveitar do ‘caos’ que a divisão de médios do UFC se encontra. Com o campeão Robert Whittaker lesionado e Yoel Romero, primeiro colocado no ranking da categoria, falhando na pesagem do UFC 221, o ‘All American’ quer ‘furar a fila’ rumo a luta pelo cinturão.

Veja Também

Dana White confirma Romero como próximo desafiante de Whittaker
UFC 221: Romero vence Rockhold por nocaute, mas fica sem cinturão
Vídeo: Assista ao nocaute de Yoel Romero sobre Luke Rockhold no UFC 221

Em entrevista à Submission Radio, o ex-campeão dos médios ignorou a grande vitória de Yoel Romero contra Luke Rockhold no UFC 221, no último sábado (10), e se colocou a frente do cubano para a chance pelo cinturão.

“Quanto a quem deve lutar contra Whittaker? Acho que deveria ser eu. Acabei de vencer o Gastelum que é um top-5. Acabei com ele, como nunca alguém tinha feito”, afirmou Weidman.

O ‘All American’ também descartou a possibilidade de enfrentar Romero por um cinturão interino, caso o retorno de Whittaker ao octógono seja mais demorado que o previsto. “Eu acho bom que a divisão seja menos caótica, menos estranha, então você terá apenas um campeão, sem interino”, completou Weidman.

Chris Weidman ocupa atualmente a quarta posição no ranking da categoria de médios. O norte-americano, que tomou o cinturão de Anderson Silva em 2013, perdeu o reinado da categoria em 2015, quando foi nocauteado por Luke Rockhold. Desde então, ele somou perdas para Yoel Romero em novembro de 2016 e Gegard Mousasi, em abril de 2017. O ex-campeão fez as pazes com a vitória quando finalizou Kelvin Gastelum, em julho de 2017.

Notícias relacionadas