UFC 223: Namajunas volta a bater Joanna, defende cinturão e crava: ‘Eu sou a melhor’

Campeã peso palha provou que o primeiro triunfo sobre a polonesa não foi obra do acaso; Ela vence na decisão e defende título peso palha feminino

Namajunas (esq.) derrotou Jedrzejczyk pela segunda vez. Foto: Reprodução / Twitter / @ufcindia

Para não restar dúvidas! Rose Namajunas é, de fato, a campeã peso palha do Ultimate. A norte-americana provou que o triunfo diante de Joanna Jedrzejczyk no UFC 217. em novembro de 2017, não foi obra do acaso. No UFC 223, realizado na madrugada deste domingo (08),em Nova York, ela travou uma verdadeira batalha com a polonesa e após 25 minutos foi declarada vencedora na decisão unânime dos juízes (49-46, 49-46, 49-46).

Veja Também

Vídeo: Assista à vitória de Rose Namajunas sobre Joanna Jedrzejczyk
UFC 223: Khabib Nurmagomedov espanta zebra, conquista cinturão e esnoba McGregor
Vídeo: Veja como Khabib Nurmagomedov derrotou Al Iaquinta no UFC 223
UFC 223: Renato Moicano bate Kattar e se recupera no octógono

“Eu estava me sentindo um pouco mais pesada desta vez, mas consegui mesmo assim. Ela é muito boa, mas eu sou a melhor. Definitivamente senti que poderia ter algum prejuízo com a estratégia de lutar em pé, mas a minha equipe me preparou para vencer”, afirmou Rose, ainda no octógono.

A luta

Movimentação! Assim pode ser resumido o início da luta entre Rose Namajunas e Joanna Jedrzejczyk. A polonesa que tem o costume de iniciar suas lutas de forma cautelosa, mudou a tática na revanche contra a norte-americana. A desafiante partiu pra cima e começou acertando os melhores golpes. Porém, a campeã rapidamente entrou no jogo. Rose trabalhou bem a movimentação de pernas, para confundir Joanna e trabalhar com socos na curta distância.

Joanna tentou voltar melhor no segundo assalto, mas os contragolpes da campeã incomodavam a polonesa. Namajunas mantinha a velocidade intensa e o jogo de pernas para golpear a desafiante e somar pontos.

No terceiro round, Jedrzejczyk voltou para o jogo. A polonesa começou a trabalhar com chutes baixos, que diminuíram com a movimentação de Rose. Mesmo com menor movimentação, Namajunas continuava golpeando de encontro e deixando a parcial equilibrada.

Joanna voltou ainda melhor no quarto round. Apesar do ritmo da disputa ter caído, a desafiante continuou trabalhando com chutes nas pernas enquanto Rose perdia sua movimentação. Neste momento, o combate ainda estava totalmente indefinido.

Após perder ritmo nas parciais anteriores, Rose Namajunas voltou com tudo no quinto round. A campeã caminhou para frente e disparava golpes contra Joanna. A desafiante apresentava um olho inchado e sangramento no nariz, enquanto Namajunas parecia bem menos machucada. Apesar de sofrer duros golpes, a polonesa mostrava que não havia sentido os ataques.

No minuto final, Namajunas conseguiu derrubar a desafiante, mantendo-a com as costas na grade até o final da disputa, fato que pode ter definido a vencedora.

Ao final, vitória de Rose Namajunas na decisão unânime dos juízes (49-46, 49-46, 49-46)

RESULTADOS DO UFC 223

CARD PRINCIPAL

Khabib Nurmagomedov derrotou Al Iaquinta na decisão unânime dos juízes (50-43, 50-44, 50,43) – luta pelo cinturão dos leves

Rose Namajunas derrotou Joanna Jedrzejczyk na decisão unânime dos juízes (49-46, 49-46, 49-46) – luta pelo cinturão peso palha feminino

Renato Moicano derrotou Calvin Kattar na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Zabit Magomedsharipov derrotou Kyle Bochniak na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Chris Gruetzemacher derrotou Joe Lauzon por nocaute técnico a 5m do R2

CARD PRELIMINAR

Karolina Kowalkiewicz derrotou Felice Herrig na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Ashlee Evans-Smith derrotou Bec Rawlings na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Olivier Aubin-Mercier derrotou Evan Dunham por nocaute técnico a 53 seg. do R1;

Devin Clark derrotou Mike Rodriguez na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 30-27)

Notícias relacionadas