Com trajetória invicta, Juliana Velasquez quer disputar cinturão no Bellator

Juliana Velasquez se inspira na brasileira, Cris Cyborg que tem 20 vitórias, sendo 17 por nocaute

J. Velasquez luta MMA desde 2013, seu cartel é de 7 lutas com 7 vitórias. (Foto: Reprodução / Facebook Juliana Velasquez)

Vinda o Judô, Juliana Velasquez começou no MMA em 2013, sua primeira luta profissional foi em 2014 e até este ano teve sete lutas e sete vitórias. Dois triunfos foram no Bellator, evento que é contratada desde 2017. Sua última luta foi a vitória por nocaute contra Rebecca Ruth no Bellator 197, dia 13 de abril.

Veja Também

Presidente do Bellator quer luta entre Rampage e Wanderlei Silva ainda em 2018
Bellator 198 tem segunda maior audiência no ano
‘Luta mista’ do Shooto faz parte de ação de marketing contra violência à mulher

Em grande fase, Juliana aparece como uma das principais lutadores na categoria peso mosca no feminino. Em entrevista ao site Tatame, Velasquez explicou: “eu me vejo começando, estou trabalhando para poder crescer no evento, é um evento incrível e muito grande. Claro que a minha meta é dar sempre o melhor de mim para obter resultados positivos e conseguir cada vez mais espaço no Bellator”.

A lutadora brasileira tem o foco sempre no próximo embate, mas quer disputar o cinturão do Bellator. “Projeto sempre a minha próxima luta. Luto sempre como se fosse a luta da minha vida, mas claro que a meta é o cinturão (risos). Para isso, aposta na minha equipe. É a academia me levou para o mundo que estou hoje e sempre me deu todo o suporte que preciso”, disse Juliana.

Em seis das suas sete lutas, Juliana Velasquez terminou com nocaute ou finalização. “A Cyborg é a minha maior referência, com certeza. Acho que o MMA feminino está conquistando seu espaço em todos os eventos. Inclusive está tomando uma grande proporção e os eventos estão acompanhando com todo respeito”, revelou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário