Shooto Brasil: Rafael Macapá destrona Luan Danger e é o novo campeão dos moscas

Evento desta sexta-feira levantou o público presente na Upper Arena com show de nocautes e finalizações; atleta da Nova União domina e leva título na decisão dos juízes

Rafael Macapá fatura cinturão do Shooto Brasil. Foto: Léo Farias

Quem esteve presente na Upper Arena, na Zona Sul do Rio de Janeiro, para a 85ª edição do Shooto Brasil foi presenteado com uma noite emocionante de MMA. Com 12 lutas no card, o público viu nesta sexta-feira, dia 29 de junho, o desafiante Rafael Macapá destronar o então campeão dos moscas (até 57kg) Luan Danger e se tornar o novo detentor do cinturão da categoria após dominar e vencer na decisão dos unânime dos juízes. No co-main event Rodrigo Monstro finalizou Luiz Fabiano com um belo mata-leão. O evento contou ainda com nocautes espetaculares, muitas finalizações e emoção de sobra.

Veja Também

UFC São Paulo já tem primeiras lutas confirmadas
Donald Cerrone revela retorno aos pesos leves do UFC
Tito Ortiz confirma luta com Chuck Liddell no Golden Boy MMA

A luta principal do Shooto Brasil 85 colocou frente a frente o então campeão dos moscas Luan Danger diante do desafiante Rafael Macapá. Com um show das duas torcidas nas arquibancadas o que se viu foi um domínio completo de Macapá no primeiro round. Após pegar as costas de Luan no início da luta ele buscou a finalização durante todos os cinco minutos, mas não teve sucesso. O segundo assalto se manteve favorável ao desafiante, que controlou novamente a luta com um jogo de chão afiado. No round derradeiro Luan partiu para o tudo ou nada, mas o amapaense voltou a levar a luta para o chão. Aí foi só deixar o tempo passar. Vitória por unanimidade para Rafael Macapá, o novo campeão dos moscas do Shooto Brasil.

No co-main event da noite mais emoção. Depois de tomar um knockdown e quase ser nocauteado, Rodrigo Monstro conseguiu reverter a situação e acabou finalizando Luiz Fabiano ainda no round inicial com um mata-leão ajustado. Quem também marcou presença na 85ª edição do Shooto foi o ex-campeão dos palhas Gilberto Cangaceiro. Após uma luta morna, ele conseguiu encaixar também um mata-leão no round final para bater Diney Souza por finalização.

Quem também venceu via arte suave foi Wildemar Santos com um belo katagatame ainda no primeiro assalto. Em outro duelo que antecedeu os principais da noite Aleandro Caetano e Carlos Eduardo Carlim fizeram um combate tão equilibrado que acabou empatado.

Show de nocautes embalam lutas iniciais

O combate entre Kaique Modesto e Alexandre Cisne foi mais um a terminar com um grande desfecho. Após poucos mais de dois minutos de luta, Modesto encaixou um direto fatal que levou Cisne à lona já apagado. Vinicius Salvador e Luiz Guerreiro fizeram, sem dúvidas, o embate mais empolgante da noite. Após quinze minutos de muita trocação e reviravoltas melhor para Guerreiro, que venceu por decisão unânime.

A primeira finalização do Shooto Brasil 85 saiu no duelo entre Hebert Matagal e Ary Santos. Depois de um início equilibrado, Hebert encaixou um justo mata-leão no segundo round para colocar fim ao combate. A única luta feminina da noite entre Thaiane Souza e Amanda Torres levantou o público presente na Upper Arena. Depois de muito equilíbrio durante os três rounds melhor para Amanda, vencedora por unanimidade.

O evento começou a todo vapor. Nas três lutas iniciais do show três nocautes, sendo um deles avassalador. Silas Lima, Andrey Augusto e Lucas Sousa não deram chances para Daniel Siqueira, Diego Borges e Jaciel Lima, respectivamente. Lucas foi o autor do término mais bonito entre os três depois de lindo chute alto.

Shooto Brasil 85 – Resultados oficiais

Rafael Macapá venceu Luan Danger por decisão unânime

Rodrigo Monstro finalizou Luiz Fabiano com um mata-leão aos 3min e 13seg do primeiro round

A luta entre Aleandro Caetano e Carlos Eduardo Carlim foi declarada empate

Wildemar Santos finalizou Diogo Justino com um katagatame aos 2min e 41seg do primeiro round

Gilberto Cangaceiro finalizou Diney Souza com um mata-leão aos 4min e 27seg do terceiro round

Kaique Modesto venceu Alexandre Cirne por nocaute aos 3min e 14seg do primeiro round

Luiz Guerreiro venceu Vinicius Salvador por decisão unânime

Hebert Matagal finalizou Ary Santos com um mata-leão 4min e 14seg do segundo round

Amanda Torres venceu Thaiane Souza por decisão unânime

Silas Lima venceu Daniel Siqueira por nocaute técnico aos 4min e 07seg do segundo round

Andrey Augusto venceu Diego Borges por nocaute técnico aos 3min e 20seg do primeiro round

Lucas Sousa venceu Jaciel Lima por nocaute a 1min e 25seg do primeiro round

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário