UFC 140: Jones finaliza Lyoto e Mir quebra braço de Minotauro

Rogério Minotouro consegue a única vitória brasileira no evento

Os lutadores brasileiros são mundialmente conhecidos por seu vasto arsenal de finalizações. Mas no UFC 140, evento realizado neste sábado (10), em Toronto, dois dos maiores atletas tupiniquins foram surpreendidos com esta especialidade.

Em luta válida pelo cinturão dos meio-pesados, Lyoto Machida fez um bom primeiro round contra Jon Jones, mas acabou sentindo os golpes do norte-americano no segundo assalto e foi pego com uma guilhotina. Como o carateca baiano não desistiu com o estrangulamento encaixado, Machida acabou apagando em pé, em uma cena forte para o público que acompanhava o combate.

Rodrigo Minotauro, que tem no jiu-jitsu sua principal especialidade, começou muito bem a luta contra Frank Mir. Mas o norte-americano, depois de quase ser nocauteado, conseguiu se recuperar e encaixou uma Kimura do brasileiro.  Minotauro também não desistiu da luta e acabou fraturando o braço com o golpe.

Mas o UFC 140 não foi apenas de derrota para os brasileiros. A única vitória brazuca do show ficou com Rogério Minotouro, irmão de Rodrigo Minotauro. O faixa-preta tupiniquim não tomou conhecimento do veterano Tito Ortiz e nocauteou o ex-campeão no UFC ainda no primeiro round.

Lyoto começa bem, mas Jones finaliza e defende o cinturão
As casas de apostas colocavam Jon Jones com amplo favorito na luta contra Lyoto Machida. Mas disposto a surpreender o campeão, o lutador brasileiro começou o primeiro round muito bem. Usando sua já conhecida mobilidade, Machida girava bem e dificultava as entradas do norte-americano. Além disso, Lyoto trabalhava com execentes combinações de chutes e socos, em ataques rápidos.

Já no segundo round, sabendo que estava em desvantagem, Jones soltou o jogo e partiu pra cima do brasileiro, que mantinha a mesma tática de aguardar o melhor momento para  contragolpear. Mas após uma queda aplicada por Jon, o campeão aplicou uma duríssima cotovelada que abriu um enorme corte no atleta tupiniquim.

Após o atendimento médico, Lyoto partiu para  o ataque e soltou um direto de encontro, mas acabou sofrendo a resposta de Jones e ficou preso no clinch. Ainda em pé, o campeão encaixou uma guilhotina no brasileiro, que preferiu não bater e apagou em pé. O árbitro percebeu que Machida estava desacordado e encerrou a luta.

Com o triunfo, Jones soma 15 vitórias como lutador profissional e faz sua segunda defesa de cinturão no UFC. Por sua vez, Lyoto, que tem 17 triunfos, conhece sua terceira derrota como profissional.

Frank Mir finaliza Minotauro
Rodrigo Minotauro esperou quase três anos para ter a revanche contra Fran Mir, e começou o duelo muito bem motivado para devolver a derrota sofrida no UFC 92. Minotauro iniciou a luta colocando pressão no clinch e encaixando os melhores golpes na curta distância. No recomeço na trocação, novamente o brasileiro acertou dois bons golpes em Mir que sentiu e foi ao solo.

Porém, o faixa-preta tupiniquim preferiu tentar a finalização com um triangulo de mão, ao invés de punir com mais socos. Com isso, Frank se recuperou, defendeu o estrangulamento e encaixou uma justa kimura. Minotauro ainda tentou se defender, mas o ombro foi deslocado, forçando a desistência.

Com o triunfo, Frank Mir, que já havia sido o primeiro homem e nocautear Rodrigo Minotauro, se torna o primeiro homem a finalizar o ex-campeão do Pride

Minotouro nocauteia Tito Ortiz
Rogério Minotouro chegou no UFC 140 pressionado pela vitória, já que vinha de duas derrotas consecutivas e precisava do triunfo para seguir na organização. Mas diante do veterano Tito Ortiz, o brasileiro não tomou conhecimento do ex-campeão e em uma grande atuação nocauteou o norte-americano.

Ortiz começou tomando a iniciativa da luta e acertando os melhores golpes na curta distância O nore-americano conseguiu manter Minotouro no clinch e o pressionar contra a grade. Mas com um potente soco na saída, que fez Ortiz andar para atrás, Rogério começou o castigo. Depois de derrubar Tito, Nogueira aplicou vários socos na linha de cintura e forçou o árbitro a encerrar a disputa e decretar o nocaute técnico.

Ebersole vence Claude Patrick
O sempre exótico  Brian Ebersole, que ficou conhecido por desenhar uma seta com os pelos do peito, fez uma luta bastante equilibrada contra o atleta local Claude Patrick. Ebersole começou melhor e derrubou o oponente, mas ao cair no solo quase foi pego na guilhotina. Porém, o americano conseguiu se recuperar e trabalhar por cima. Já no segundo round, foi a vez do canadense manter a luta em pé e conectar a maioria dos golpes. Já no terceiro e decisivo assalto, a alternância marcou a disputa. Brian conseguia levar a disputa para o solo, porém era ameaçado com várias tentativas finalização, com triângulo de mão e guilhotinas. Ao final do duelo, os juízes laterais deram a vitória para Brian Ebersole de forma dividida. (29×28, 28×29, 29×28)

Zumbi Coreano atropela Hominick
Se as lutas do card preliminar foram rápidas, o ritmo se manteve na primeira luta do programa principal. O canadense Mark Hominick lutava em casa, mas o show foi de Chan Sung Jung. O “Zumbi Coreano”, como é conhecido, precisou apenas de sete segundos para encaixar um direto de direito e levar o oponente ao chão. E de lá encerrar a disputa com mais dois golpes.

Confira abaixo os resultados completos do UFC 140:

Card principal:

Jon Jones finalizou Lyoto Machida com uma guilhotina no R2;

Frank Mir finalizou Rodrigo Minotauro com uma kimura no R1;

Rogério Minotouro derrotou Tito Ortiz por nocaute técnico no R1;

Brian Ebersole derrotou Claude Patrick na decisão dividida dos juízes;

Chan Sung Jung derrotou Mark Hominick por nocaute no R1;

Card preliminar:

Igor Pokrajac derrotou Krzysztof Soszynski por nocaute no R1;

Constantinos Philippou derrotou Jared Hamman por nocaute técnico no R1;

Dennis Hallman finalizou John Makdessi com um mata-leão no R1;

Yves Jabouin derrotou Walel Watson na decisão unânime dos juízes;

Mark Bocek derrotou Nik Lentz na decisão unânime dos juízes;

Jake Hecht derrotou Rich Attonito por nocaute técnico no R2;

John Cholish derrotou Mitch Clarke por nocaute técnico no R2;


Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

11 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
UFC_Vicio
UFC_Vicio
8 anos atrás

Brasil!!!

Emanuel
Emanuel
8 anos atrás
Reply to  UFC_Vicio

Apenas uma correção, o Lyoto é Paraense e não Bahiano.

elcio
elcio
8 anos atrás

o minotauro perdeu por que foi sem noçao tava com a luta ganha e quiz fazer graça…ele tava na mesma situaçao do monotouro era so bate que o juiz ia para a luta mas ele quiz se achar acabo com o braço quebrado…pena pq tava tprcendo muito por eles quase dei um soco aqui no pc vendo a luta!!!VLW MINOTOURO.

Benedito Carlos
Benedito Carlos
8 anos atrás

Já assistir vários tipos e modalidades de esportes, mas quem me falar que isso é esporte está de brincadeira, ainda bem que essa coisa só passa na madrugada. Eu até acompanho mais venho observando que tem varios golpes o finalizações que precisam ser mudados, pois da forma que é finalizadas algumas lutas não podemos dizer que é esporte e sim um assassinato. Ontem por pouco o Lyoto não foi enforcado ou melhor morto, imaginem a familia o filho dele que provalvelmente estavam assistindo o desespero que foi vendo o rapaz cair desacordado na lona e o adversario nem teve a… Read more »

Tiago
Tiago
8 anos atrás

kkkkkkkkkkk sem comentarios

Gilvanio Junior Silva
Gilvanio Junior Silva
8 anos atrás

quem se mete neste esporte sabe os riscos que ta correndo, o mesmo teria acontecido ao jon jones se tivesse dado chance ao lioto, quando se entra no ringue se entra pra ganhar mas tem que ta preparado pra perder, o Lyoto foi orgulhoso e não quis bater e o Jon Jones por sua ve não quis froxar pra não dar chance pra ele.

luiz gustavo
luiz gustavo
8 anos atrás

BEBEDITO CARLOS, nao sei se voce pratica algo, (uma luta) mais em todos os casos procure conhecer, e entao verá que o ESPORTE em questao eh muito menos violento que muito outros esportes que temos por ai, como por exemplo o futebol, procure saber quantos lutadores, estao seriamente lesionados e quantos jogadores de futebol estao seriamente lesionados.
Existe todo um preparo, uma filosofia, e se acontecer de ocorrer lesionamento do atleta seja em quaisquer que seja a modalidade de luta, foi apenas um acidente.

BENEDITO, PRATIQUE, CONHECA, APAIXONE-SE.

Thiago
Thiago
8 anos atrás
Reply to  luiz gustavo

seu otario nen se compara com futebol que sao 22 em campo e a luta e apenas 2 logico que no futebol vai ter mais atletas lesionados burro endiota, mas acho que o Lyoto poderia ter batido em desistencia antes de perder totalmente o sentido valeu seu animal.

cigano
cigano
8 anos atrás

quem não quqer ver estrelas não olha pro ceu, se acha que isto não e esporte pra assiste…..
então vai assistir um balezinho ou jogar peteca meu queriiiiiiiiiiiido……..

uiler camilo
uiler camilo
8 anos atrás

galera acho que no momento nao tem ninguem para derrotar o jon jones o cara é o anderson silva melhorado, risosss, fiquei em estado de choque ver o shogun e o lyoto derrotados por ele com tanta facilidade, sabendo que ambos sao monstros temos que tirar o chapeu pro cara, espero que o anderson silva enfrente ele e de o troco, sobre o cara dizer que nao e esporte acho que esta fora da casinha, cara jogo futebol ja vi varias contusoes, e normal em todo os esportes, eu pretendo voltar a praticar uma defesa pessoal acho muito importante nao… Read more »