UFC 226: Borrachinha e Assunção vencem, mas Durinho é derrotado no card preliminar

Em um card preliminar com três brasileiros, atletas do país deixaram o octógono com 2 a 1 a favor

Borrachinha (esq.) vence Hall. Foto: Reprodução / Twitter UFC

Se a seleção brasileira perdeu por 2×1 na Copa do Mundo de futebol, no UFC 226 os atletas brasileiros devolveram o mesmo placar diante dos atletas estrangeiros. Com três represantes no card preliminar do evento que acontece neste sãbado (07), em Las Vegas, Paulo Borrachinha e Raphael Assunção deixaram o octógono com o braço erguido, enquanto Gilbert Durinho foi superado na segunda luta do show.

Veja Também

UFC 226: Cormier nocauteia Miocic, conquista segundo cinturão e faz história

Borrachinha não tomou conhecimento de Uriah Hall e nocauteou o ‘Homem Ambulância’ no segundo round. Já Assunção faz uma luta segura, dominou Rob Font e venceu na decisão unânime. Por outro lado, Durinho sucumbiu por nocaute contra Dan Hooker

Borrachinha passa o carro no ‘Homem Ambulância’

Em um embate de nocauteadores, Paulo Borrachinha levou a melhor em cima do jamaicano Uriah Hall. O mineiro conquistou nesta noite seu 11º nocaute da carreira e se mantém invicto no MMA profissional. Com o triunfo, ele deve deixar o décimo lugar no ranking dos médios e figurar entre os melhores.

O primeiro round do embate começou com Borrachinha tentando encurtar a distância, enquanto Hall conectou alguns jabs em cheio que fizeram o nariz do brasileiro sangrar. O mineiro entra com um direto de direito no rosto de Uriah e a luta esquenta. O brasileiro conecta um chute baixo no oponente e assim, para a luta. O embate recomeça, o jamaicano tenta um chute rodado que acerta o peito de Paulo. Borrachinha puxa Hall no clinche e tenta finalizar o embate. O brasileiro consegue domínio sobre Uriah ao conectar vários golpes. Novamente, Paulo acerta um golpe baixo e o jamaicano que reclama. O duelo tem uma nova parada. O juiz avisa que se tiver um novo golpe ilegal vai tirar pontos do brasileiro.

Os dois lutadores começam o segundo round atacando o oponente com muito jabs. O brasileiro acerta um direto no rosto do adversário que aproveita a brecha para aplicar uma queda e tenta colocar a luta para o chão. Hall acerta um uppercut no brasileiro que cai no chão, em vantagem o jamaicano tenta uma sequência de golpes, mas não consegue. Borrachinha busca recuperação e rapidamente volta ao combate com um cruzado de esquerda no rosto do oponente que se desequilibra. O ataque brasileiro segue com uma boa sequência de socos. O Hall já tonto não consegue mais se defender, vai ao chão e Borrachinha vence por nocaute técnico.

Assunção vence e pede disputa de cinturão nos galos

Assunção (dir.) vence Font no UFC 226. Foto: Reprodução / Twitter ufc_brasil

Raphael Assunção foi o segundo atleta brasileiro escalado para entrar no card preliminar do UFC 226. Pelos pesos galo, o brasileiro dominou o porto-riquenho Rob Font nos três rounds e venceu por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27). Após a vitória, o pernambucano top 3 na categoria pediu ao presidente do Ultimate, Dana White uma disputa de cinturão.

“Eu me sinto o lutador mais consistente da minha divisão e do UFC. Sou muito profissional. O que mais preciso fazer, Dana? Tenho que gritar no seu ouvido? Enlouquecer por aí? Eu quero o cinturão. Eu não estou nocauteando e finalizando todos os meus adversários, mas eu estou vencendo. O que mais preciso fazer? Já venci todo mundo. Minha mão, meu irmão… estão todos ficando malucos com isso”, disse Assunção.

Assunção começa o primeiro round estudando o adversário, buscando encontrar a distância correta. Os lutadores procuram brechas para encaixar golpes, mas os dois ficam muito ofensivos. O porto-riquenho tenta chutes laterais na linha da cabeça do brasileiro que defende. Raphael tenta conectar golpes no rosto do adversário que devolve com chutes na linha de cintura. O pernambucano consegue uma pancada no queixo de Font que vai ao chão. Ao final, Rob se defende e tenta uma joelhada voadora.

Raphael já nos primeiros momento do segundo round coloca a luta para baixo. O brasileiro tenta trabalhar seu jiu-jitsu, tenta passar a guarda pelas costas do adversário que tenta se defender. Estrategicamente, Assunção consegue dar um giro e busca acertar socos no rosto de Font. Rapha tenta amassar o porto-riquenho, mas ele consegue escapar e põe o embate em pé. O pernambucano conecta bons golpes em cima do oponente que parece cansado após os primeiro minutos na luta de chão. Assunção consegue encaixar bons golpes no rosto de Rob.

Os últimos cinco minutos do embate iniciam com golpes de Font no rosto do brasileiro que está com a guarda alta. Raphael consegue um chute rasteiro que tira a base do oponente. Ele desequilibra e cai no octógono, mas logo se levanta. O pernambucano conecta dois chutes rodados e consegue entrar na guarda do adversário. A luta é parada porque Rapha acerta dede no olho de Rob. Com a volta da luta, Assunção ataca a cintura do porto-riquenho e coloca o duelo para o chão novamente. Por cima, o brasileiro controla o combate no solo e seu oponente usa a grade para tentar se levantar. Raphael trabalha seu jiu-jitsu e mostra a superioridade no chão.

Gilbert Durinho perde por nocaute

Gilbert Durinho iniciou a participação brasileira no card do UFC 226. Ele encarou Dan Hooker, mas foi com muita ‘sede ao pote’ e foi nocauteado aos 2m28s do R1 com uma joelhada no rosto e um cruzado de esquerda. Com o triunfo, o neozelandês conquista a quarta vitória consecutiva, enquanto o brasileiro quebra uma sequência de dois triunfos.

O carioca entrou confiante para o combate ao som da música Nosso Sonho de Claudinho e Buchecha. Durinho foi com tudo nos primeiros segundos com chutes baixos na panturrilha do oponente. Em seguida conseguiu um golpe de direita no rosto de Hooker. Em resposta, o neozelandês deu chutes baixos, mas o brasileiro devolveu com uma série de socos.

Com uma reviravolta, Hooker começa a achar a distância e consegue encaixar um golpe no queixo do brasileiro que se desequilibra. Assim, Durinho vai ao solo e o neozelandês cai por cima e tenta finalizar. O carioca consegue sair e botar a luta para cima. Logo na sequência, Dan consegue uma joelhada no rosto de Burns e um cruzado de esquerda. Durinho cai no chão e o seu oponente cai por cima e finaliza a luta com um nocaute aos 2m28s.

Resultados do UFC 226

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):

Stipe Miocic x Daniel Cormier

Francis Ngannou x Derrick Lewis

Mike Perry x Paul Felder

Michael Chiesa x Anthony Pettis

Gokhan Saki x Khalil Rountree

CARD PRELIMINAR (20h, horário de Brasília):

Paulo Borrachinha derrota Uriah Hall por nocaute técnico a 2m38s do R2

Raphael Assunção vence Rob Font na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Drakkar Klose derrotou Lando Vannata na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Curtis Millender derrotou Max Griffin na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Dan Hooker vence Gilbert Durinho por nocaute técnico a 2m28s do R1

Emily Whitmire derrotou Jamie Moyle na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário