Após nocaute no UFC Lincoln, Justin Gaethje planeja renegociar contrato

O peso leve quer receber o valor integral da bolsa independente do resultado da luta, além de pedir uma folga já que lutou quatro vezes em 13 meses

J. Gaethje em 13 meses realizou quatro lutas no Ultimate. Foto: Reprodução/Instagram justin_gaethje

Depois de um nocaute arrasador na luta principal do UFC Lincoln no sábado (25) sobre James Vick, Justin Gaethje quer renegociar seu contrato. Em um ano na organização, ‘Highlight’ conquistou seu quinto bônus de performance (tanto bônus de “Luta da Noite” quanto de “Performance da Noite”) em quatro lutas. Com isso, ele acredita merecer uma revisão de seu salário. Em entrevista ao site “MMAJunkie”, o peso leve afirmou que quer receber o valor integral da bolsa independentemente de seu resultado.

Na maior parte dos contratos com os lutadores o pagamento do salário é dividido entre em bolsa de apresentação e bolsa de vitória.

Veja Também

Com mais um show, Justin Gaethje vence James Vick na luta principal do UFC Lincoln
VÍDEO: Assista o nocaute brutal de Justin Gaethje sobre James Vick no UFC Lincoln

“(A vitória) Deveria me arrumar uma reunião de negócios com o UFC, é isso que deveria me arrumar. São quatro lutas já, vamos ver o que acontece. Quero enfrentar os melhores. Estou feliz com o UFC, não estou nem um pouco infeliz com eles, mas, da forma que boto tudo em jogo, eu preciso de todo o meu dinheiro à vista. É assim que devia funcionar para gente como eu. Eles deviam me usar como exemplo: se você quiser todo o seu dinheiro, lute como Justin Gaethje”, explicou Justin.

Além do aumento, Gaethje pediu ao Ultimate um período de férias. O peso leve em pouco mais de um ano realizou quatro lutas, além de ser treinador no reality show The Ultimate Fighter.

“Me deem uma folga. Nunca fui ao Havaí, nunca fui à Jamaica, nunca comprei uma casa. Deixem-me fazer algumas coisas antes de me colocarem de volta em camp. Eu estive em camp nos últimos 12 meses consecutivos. Eu faço camps de 12 semanas, isso é três meses, fiz quatro lutas nos últimos 13 meses, isso significa que não estive em camp talvez por um mês, e foi quando estava filmando o The Ultimate Fighter, então não estava fora de camp. Estou treinando há 13 meses direto, e gostaria de uma folga”, declarou Gaethje.

Desde sua estreia no Ultimate, Justin Gaethje venceu Michael Johnson em julho de 2017 no The Ultimate Fighter: Redemption Finale. Depois foram duas derrotas seguidas por nocaute para Eddie Alvarez no UFC 218 em dezembro de 2017 e para Dustin Poirier no UFC Glandale em abril de 2018. A luta mais recente foi o nocaute sobre James Vick em agosto deste ano no UFC Lincoln.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments