Nutricionista de Till garante que lutador baterá o peso: ‘110 por cento de certeza’

Para confirmar a disputa de cinturão dos meio-médios contra o campeão Tyron Woodley, o inglês terá que pesar 77kg ou menos na manhã de sexta-feira (07)

D. Till precisa pesar 77kg para confirmar a luta. Foto: Reprodução/Facebook Darren Till

Uma dúvida rodeia a luta principal do UFC 228 neste sábado (08) em Dallas, Texas. O desafiante ao cinturão dos meio-médios, Darren Till conseguirá pesar 77kg e confirmar o confronto pelo título contra o campeão, Tyron Woodley? Para garantir que o combate aconteça, o lutador inglês mantém um acompanhamento constante com um nutricionista. Em entrevista ao site “MMA Fighting”, o especialista em nutrição, Eoghan Gallagher garantiu que o lutador baterá o peso: ‘110% de certeza’.

Veja Também

Com problemas no corte de peso, Darren Till planeja mudança para os médios
UFC 228: Fature alto antecipando apostas nas disputas de cinturão

“Ele é realmente um indivíduo único. Ele é um cara magro, só tem uma anatomia estranha. Seu corpo não responde a certas coisas como eu esperava, então fiz ajustes ao longo do caminho”, explicou Gallagher sobre o processo de perda de peso.

O nutricionista de Till está confiante que até o final da quinta-feira à noite o meio-médio já estará pesando 77kg. Isso permitirá que Darren possa beber água e se manter hidratado antes de subir na balança na manhã de sexta-feira.

Uma mudança de Darren Till para os médios já foi planejada pelo lutador, mas o nutricionista acredita que o inglês pode continuar competindo nos meio-médios por um longo tempo.

“Eu acho que as especulações de ‘ele não deve lutar nos meio-médios’ estão extremamente fora de proporção. Eu acho que, realisticamente, ele pode permanecer nos meio-médios para os próximos anos, mas só de falar com ele. Esta é uma tendência que espero que continue neste esporte, mas parece que ele quer ir para os médios mais cedo ou mais tarde”, disse Eoghan.

Em duas oportunidades, Darren Till teve que fazer uma luta com peso casado, pois não conseguiu bater a meta na balança. A primeira vez foi contra Jessin Ayari no UFC Estocolmo em maio de 2017. A segunda ocorrência foi mais recente contra Stephen Thompson em maio deste ano no UFC Liverpool. Nos dois combates, ‘Gorilla’ saiu vencedor.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário