Com portas fechadas no UFC, CM Punk descarta aposentadoria e cogita nova luta de MMA

Ex-astro da WWE foi dominado nas duas apresentações que fez como profissional, mas ainda pensa em mais um teste na modalidade

CM Punk (foto) revelou que pode voltar a competir. Foto: Divulgação/WWE

O norte-americano CM Punk chegou ao UFC em 2016 cercado de expectativa. O veterano astro da WWE – liga de teletach dos EUA – fez sua estreia no octógono há dois anos, quando foi dominado pelo inexpressivo Mickey Gall. Ele ainda teve mais uma chance no evento, mas voltou a perder o duelo contra Mike Jackson, em junho deste ano. Na ocasião, Dana White, presidente do Ultimate, fechou as portas da franquia para a estrela do telecatch. Porém, o lutador, de 39 anos, ainda cogita voltar a competir no MMA, mesmo que seja por outra organização.

Veja Também

Woodley ignora St. Pierre e se declara ‘maior meio-médio da história’
Recém contratado pelo Bellator, Erick Silva enfrentará Lorenz Larkin em outubro

Com uma grande base de fãs, adquirida por anos na WWE, CM Punk – cujo o nome verdadeiro é Phil Brooks – deixou em aberto a possibilidade de voltar a competir no MMA.

“Eu não estou descartando, mas também não estou jogando meu nome em um chapéu imediatamente”, disse Punk ao programa ‘Ariel Helwani’s MMA Show‘. “Portas abertas. … Não há absolutamente nenhuma vergonha em ter uma chance na vida. E eu tive uma grande chance. Mesmo falando sobre isso agora, sinto que há uma finalidade nisso, mas não quero que ninguém tire conclusões precipitadas e comece a fazer manchetes”, completou Brooks, lembrando da frase de Dana, que havia ‘fechado as portas’ do UFC para ele.

Punk, que atualmente está gravando um filme em Hollywood, revelou que irá sentar com seu técnico Duke Roufus para decidir se ele irá voltar a competir em um futuro próximo. “Eu tenho que falar com o Duke (Roufus). Eu preciso voltar a treinar e eu planejo fazer isso assim que terminar este filme.”, encerrou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário