Júnior Assunção é demitido do UFC

Depois de apenas duas lutas em seu retorno ao UFC, o brasileiro Júnior Assunção foi demitido da maior organização de MMA do mundo. Nesta terça-feira o atleta pernambucano, que teve uma sequência de sete vitórias quebrada no UFC 141, anunciou sua dispensa pelo Twitter.

“Acabei de ser demitido do UFC… Uau! Aparentemente, eles não gostaram da minha última luta”, escreveu o lutador no microblog. “Eu estava com uma boa sequência de vitórias até a minha última luta, eu realmente não entendo. O patrão mesmo me disse que gostou da minha última luta, até ganhei um dinheiro (extra) pela minha performance…”, completou Assunção.

O atleta brasileiro ainda revelou que se soubesse que seu emprego estava em risco, não aceitaria enfrentar o inglês Ross Pearson, que venceu a edição nona do The Ultimate Fighter, o reality show do UFC.  “Se eu soubesse que estava em risco pegaria uma luta mais fácil. Tenho que engolir isso e evoluir”, encerrou o brasileiro.

Esta é a segunda passagem de Júnior Assunção no UFC, onde o brasileiro derrotou Eddie Yagin no UFC 135, em setembro, mas logo em seguida foi superado por Ross Pearson na decisão dos juízes, no UFC 141. Na primeira vez em que o lutador esteve na organização, entre os anos de 2006 e 2007, Júnior venceu um combate e foi superado em outras duas ocasiões.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments