Jones dispara contra Gustafsson: ‘Estava bêbado durante metade do camp e venci. Imagine o que farei agora’

O ex-campeão dos meio-pesados admitiu que se sentia invencível no primeiro embate com o sueco em setembro de 2013, por isso mantinha seu ‘comportamento festeiro’

J. Jones volta após ser suspenso por 15 meses pela USADA. Foto: Reprodução/Instagram @jonnybones

O reencontro entre Jon Jones e Alexander Gustafsson vai ocorrer na luta principal do UFC 232, dia 29 de dezembro. Com menos de duas semanas para o confronto, Jon Jones relembrou a primeira luta com o sueco em setembro de 2013 no UFC 165. ‘Bones’ venceu ‘Mauler’ por decisão unânime. Em entrevista ao site do canal Combate, o ex-campeão dos meio-pesados revelou que no primeiro combate estava no auge de seu ‘comportamento festeiro’ e passou metade do camp bêbado.

Veja Também

Jon Jones admite uso de drogas durante preparação para o UFC 232
Jones admite que teria deixado o UFC se suspensão da USADA fosse de quatro anos

“Eu estava no auge do meu comportamento festeiro, eu acordava muito tarde, faltava treinos, estava festejando o tempo todo. Estava bêbado durante metade do camp de treinamento. E ainda saí com a vitória. Quero que ele perceba que ele lutou com uma versão diluída de mim contra a melhor versão absoluta dele e, mesmo assim, ele perdeu. Mas agora eu e ele vamos nos encontrar na melhor forma de nós dois e quero ver como ele se sai”, disse Jones.

Mesmo tratando com desdém seu rival, ‘Bones’ admite que o duelo com Gustafsson foi o mais difícil de sua carreira. A partir desse confronto, Jones afirmou que mudou a forma com que agia durante os treinamentos.

“Eu acreditava que não era humano e Gustafsson me mostrou que eu sou muito humano. Deus pode te dar talento, mas se você não se esforçar e trabalhar para mantê-lo, ele não vale nada. Dizem que trabalho duro vence o talento se você não estiver se esforçando, e eu ali fiquei muito próximo de perder. Foi algo que me mudou para sempre, a partir daquela luta eu comecei a dar muito mais atenção para as demais. Foi ali que eu percebi que não era invencível”, disse Jon.

A luta no UFC 232 será o primeiro de Jones após ser suspenso por 15 meses pela USADA. A última atuação de Jon foi em julho de 2017, quando nocauteou Daniel Cormier e recuperou o cinturão, mas foi novamente deposto por problemas fora do octógono. ‘Bones’ defendeu seu título em oito oportunidades.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário