Entrevista com Norman Paraisy: “Farei o máximo contra Maiquel Falcão”

O Bellator deu início no último final de semana a temporada de torneios da organização em 2012 com a abertura do GP de pesos penas. E nesta sexta-feira terá início à disputa entre os pesos médios, onde o vencedor do torneio terá a chance de disputar o cinturão da categoria contra o cubano Hector Lombard.

O GP contará com a participação de quatro brasileiros: Maiquel Falcão, Givanildo Santana, Bruno Carioca e Vitor Vianna. Além dos representantes tupiniquins, o francês Norman Paraisy também está confirmado na disputa. Mas antes de iniciar o torneio, o atleta europeu, que se diz apaixonado pelo Brasil, concedeu uma breve entrevista ao SUPER LUTAS

SUPER LUTAS: Qual sua expectativa para encarar Maiquel Falcão na primeira fase do GP do Bellator?

Paraisy: A expectativa é boa. Treinei muito, estou feliz e saudável para lutar contra o Maiquel.

SUPER LUTAS: O Falcão passou por sérios problemas de saúde e está prometendo um retorno triunfal. Como você pretende parar a motivação do brasileiro?

Paraisy: Eu espero que os problemas de saúde do Falcão estejam resolvidos, saúde é coisa que mais importa. Mas farei o meu máximo para o parar.

SUPER LUTAS: Além do Falcão, o GP contará com mais três brasileiros: Givanildo Santanna, Bruno Carioca e Vitor Vianna (finalista do último GP), qual destes nomes pode ser o adversário mais complicado no GP?

Paraisy: Nossa, são lutadores muito bons. Acho que todos são favoritos, todo mundo está preparado e com fome.

SUPER LUTAS: Rumores dão conta que o Bellator poderá fazer uma edição no Brasil, você pretende estar neste card?

Paraisy: Seria muito, muito bom. Fiz minha primeira luta profissional no Brasil, aprendi a falar português, amo essa terra. Se acontecer essa edição, quero lutar no Brasil sim!

SUPER LUTAS: Deixe um recado para os fãs no Brasil.

Paraisy: Quero agradecer a todos que acreditam em mim. Aprendi lutar no Brasil, meu professor de jiu-jítsu o Roan Carneiro (Jucão) é brasileiro e sempre fui muito bem recebido no país. Quero agradecer ao povo brasileiro por todos os bons momentos que passei lá.

Eu também quero deixar um pensamento por uma pessoa que está passando por momentos difíceis na vida: depois da escuridão sempre chega à luz.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments