Presidente do Bellator afirma: ‘Fedor não precisa mais continuar lutando’

Scott Coker considera que Emelianenko ‘já fez tudo’ o que poderia na carreira, mas deixou nas mãos do lutador russo a decisão de uma nova aposentadoria

F. Emelianenko tem uma carreira de quase 19 anos no MMA. Foto: Reprodução/Facebook bellatormma

Fedor Emelianenko foi nocauteado por Ryan Bader aos 35 segundos da luta principal do Bellator 214, no último sábado (26). Em coletiva após o evento, o presidente da organização, Scott Coker afirmou o veterano não precisa continuar lutando, pois já fez tudo o que poderia em sua carreira.

Veja Também

Bader atropela Fedor em 35 segundos e conquista GP de pesados do Bellator
VÍDEO: Assista ao nocaute brutal de Ryan Bader sobre Fedor Emelianenko no Bellator 214

“Nunca é fácil ver seus amigos serem atingidos, serem nocauteados e se machucarem. (…) Tivemos um relacionamento que durou muitos anos e ele lutou por mim no Strikeforce. O Fedor não precisa mais continuar lutando. Ele já fez tudo e é o maior peso pesado da história. Teve uma excelente carreira. Mas, na verdade, dependerá dele decidir se realmente vai descansar”, disse Coker.

O comandante da organização garantiu que a decisão de se aposentar ou não está nas mãos de Emelianenko. Antes do Bellator 214, Fedor afirmou em entrevista que pensava em pendurar as luvas novamente.

“Para dizer a verdade, na idade que estou agora, mais e mais estou pensando em me aposentar. Mas estou disposto a descansar um pouco e depois decidir (sobre aposentadoria)”, disse Fedor em uma conversa com a imprensa antes da final do GP dos Pesados.

O russo se aposentou em 2012 após vencer Pedro Rizzo por nocaute no M-1 Global. No entanto, Fedor deixou a inatividade em 2015 e já realizou cinco combates, com quatro vitórias e uma derrota. No GP dos Pesados da organização Emelianenko venceu por nocaute Frank Mir e Chael Sonnen e se credenciou para a final.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário