Às vésperas do retorno ao UFC, Cain Velasquez planeja luta com Jon Jones

O ex-campeão dos pesados revelou que voltou ao Ultimate para vencer os melhores lutadores e colocou ‘Bones’ no primeiro lugar de sua lista: 'ele é um desafio, mas acho que posso derrotá-lo'

C. Velasquez não luta desde julho de 2016. Foto: Reprodução/Instagram @officialcainvelasquez

Depois de um hiato de 30 meses, Cain Velasquez vai fazer seu retorno ao Ultimate no UFC Phoenix, neste domingo (17). O ex-campeão dos pesados vai medir forças com Francis Ngannou na luta principal. Recuperado das lesões, o norte-americano de origem mexicana revelou que voltou ao Ultimate para vencer os melhores lutadores e colocou Jon Jones no topo da lista.

Saiba mais

Após dois anos sem lutar, Cain Velásquez encara Francis Ngannou no UFC Phoenix
Treinador de Velasquez afirma: ‘Ele está voltando pra reconquistar o que sempre foi dele’

“Eu acho que posso (vencer Jon Jones). Acho que sou bom o bastante. […] Jon Jones é um atleta incrível e assisti todas as suas lutas. Sei do que ele é capaz. De novo, todo cara é um grande desafio e eu acho que ele é um desafio, mas acho que posso derrotá-lo”, disse Velasquez ao site norte-americano TMZ Sports.

O ex-campeão dos pesados afirmou que vai esperar a aposentadoria de seu companheiro de equipe e amigo, Daniel Cormier para reconquistar o título. Mesmo assim, ele acredita que está pronto para assumir o topo da categoria novamente.

“Eu irei lutar com qualquer um. É por isso que estou nesse esporte: para lutar com os melhores, ser o melhor de todos. Para mim, tenho que ir lá, fazer o melhor e vencer os melhores lutadores”, concluiu Cain.

O norte-americano de origem mexicana conquistou o título dos pesados pela primeira vez UFC 121 em outubro de 2010, quando nocauteou Brock Lesnar. Em sua primeira defesa de cinturão, Velasquez foi nocauteado por Júnior ‘Cigano’. Cain destronou o brasileiro em dezembro de 2012 ao vencer por decisão unânime. Ele se manteve como campeão até junho de 2015, quando foi finalizado por Fabrício Werdum.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário