Roy Jones aceita desafio de Belfort e dispara: ‘Preciso de seis semanas para te dar uma surra’

Sem lutar desde fevereiro de 2018 e com 50 anos de idade, multicampeão do boxe aceitou encarar o brasileiro no ONE FC

Jones (esq.) aceita desafio de Belfort (dir.). Foto: Montagem SL MMA Press

Anderson Silva nunca escondeu o sonho de encarar a lenda do boxe Roy Jones Jr. Mas quem pode enfrentar o multicampeão da nobre arte é outro astro do MMA nacional: Vitor Belfort. Depois de ser anunciado como novo contratado do evento asiático ONE FC, na última semana, o Fenômeno desafiou o Jones Jr para um duelo de regras mistas (entre boxe e MMA) e o norte-americano não demorou para aceitar.

Veja Também

José Aldo enfrenta Alexander Volkanovski no UFC 237, diz site
Covington diz ter sido ameaçado de morte por empresário Usman durante confusão em Las Vegas
Conor McGregor é homenageado em carro alegórico no carnaval de Malta

Apesar de ter declarado que não voltaria a competir, o ex-pugilista, de 50 anos, publicou um vídeo em sua conta no Instagram aceitando o desafio do brasileiro. “Vitor Belfort, você já sabe, irmão. Apenas me ligue, me diga qual vai ser, basta dizer onde e quando, e em qual peso! Eu topo”,  disparou Jones Jr.

A publicação de Jones Jr foi compartilhada  nas mídias sociais do ONE e do próprio Belfort.

Em entrevista ao site de fofocas ‘TMZ’, Roy Jones confirmou o desejo de deixar a aposentadoria para encarar o brasileiro.

“Eu gostaria de oito semanas para me preparar, porque eu preciso de duas semanas extras só para ter certeza que posso fazer graça. Mas com seis semanas, posso dar uma surra nele! Oito semanas é para o extra, mas em seis semanas eu luto, oito semanas dou o show inteiro, ouviu? Me diga o que você quer, mas se quiser só lutar, é fácil de produzir em seis semanas”, provocou.

A carreira de Roy Jones Jr.

Roy Jones Jr, de 50 anos, tem um histórico no boxe de 65 vitórias e apenas nove derrotas. Ele foi medalhista de prata nas Olimpíadas de Seoul (1988) e chegou a conquistar oito cinturões na nobre arte nas divisões de médios, supermédios, meio-pesados e até dos pesados.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário