Molly McCann garante ‘banho de Sangue’ em luta com Priscila Pedrita no UFC Londres

Ao analisar o duelo, a inglesa explicou que para vencer a brasileira precisa de nocaute ou finalização e admitiu: ‘Essa é uma luta para mudar nossas vidas’

M. McCann vai fazer sua segunda luta no UFC em Londres. Foto: Reprodução/Instagram @meatballmolly

Molly McCann vai enfrentar Priscila ‘Pedrita’ no card preliminar do UFC Londres, neste sábado (16). As pesos moscas vão em busca da vitória na segunda luta no Ultimate. Ao analisar o duelo com a brasileira, a inglesa prometeu ‘banho de Sangue’ em luta a brasileira.

Veja Também

Vídeo: Imagem mostra momento em que McGregor quebra celular de fã nos EUA
Ronda Rousey ameaça deixar a WWE caso contratem Cyborg, diz site
Em treino aberto do UFC Londres, Till promete combate épico contra Masvidal

“Vi alguém no YouTube fazendo uma análise do nosso combate. [A pessoa] Disse: ‘Essa é uma candidata a Luta da Noite. Você tem duas garotas cujas carreiras estão em jogo nesta noite’. Essa é uma luta para mudar nossas vidas. É aquela em que você quer um nocaute ou uma finalização. Vai ser um banho de sangue, acho”, falou McCann em entrevista ao podcast norte-americano Eurobash.

Segundo Molly, muitas pessoas a apontaram como favorita diante da brasileira. Entretanto, ela afirma que Pedrita é uma lutadora impressionante. Em seu primeiro combate pelo Ultimate, Priscila encarou Valentina Shevchenko. Mesmo após ser dominada pela rival, a atleta da equipe PRVT não recuou.

“Muitas pessoas disseram a mim: ‘Molly, essa luta é sua. Olhe o estilo dela, a técnica… É horrível e blablablá. Eu acredito 100% que vou ganhar e que vou matá-la, mas ela chegou onde chegou e conquistou o cartel que tem porque ela não dá golpes como uma pessoa normal. Ela é tão heterodoxa que você não vê a m**** vindo, e os golpes que te nocauteiam são aqueles que você não vê. Não estou dizendo, de jeito nenhum, que ela vai me nocautear, mas eu disse às pessoas: ‘Vocês precisam dar mais crédito a essa garota’. No primeiro soco que ela levou de Shevchenko, ela recuou e o joelho dela estourou. Ela passou quase dois rounds inteiros com um ligamento cruzado anterior rompido e não desistiu quando estava levando socos e cotoveladas no chão”, concluiu Molly.

Aos 28 anos, McCann tem nove lutas em seu cartel como lutadora profissional. Em sua estreia no Ultimate, a inglesa foi finalizada por Gillian Robertson no UFC Liverpool em maio de 2018.

Priscila também tem nove combates na carreira, sendo oito triunfos e um revés. Sua única derrota foi para Valentina Shevchenko no UFC Belém em fevereiro de 2018.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário