Godofredo Pepey é o primeiro semifinalista do TUF Brasil

Saiba tudo que aconteceu no segundo episódio do programa

O cearense Godofredo Pepey é o primeiro atleta garantido nas semifinais do The Ultimate Fighter Brasil. O lutador, que foi a terceira escolha de Vitor Belfort entre os penas, bateu o paranaense Wagner Galeto na decisão dividida dos juízes e garantiu vaga na próxima fase do reality show.

O programa deste domingo (1) começou com os atletas conhecendo a casa onde ficarão hospedados, mas logo em seguida eles foram levados para o Centro de Treinamento para a escolha dos times.

Dana White fez uma pequena explicação e disse que os atletas que fizerem a melhor luta e os que aplicarem o melhor nocaute e a melhor finalização receberão um bônus de R$ 45 mil após o programa.

VEJA TAMBÉM: O que achou da primeira luta do TUF Brasil? Comente em nosso Fórum

Logo depois, Dana jogou a moeda para definir quem teria o direito da primeira escolha ou definir casamento do primeiro confronto. Como o vitorioso foi Wanderlei Silva, ele preferiu ficar com a escolha e selecionou Rony Jason.

Por sua vez, Belfort escolheu Cezar Mutante, seu pupilo desde os tempos que ambos moravam em Belo Horizonte.

Os técnicos foram se alternando até a última escolha de Vitor, que foi Anistávio Gasparzinho. O lutador não gostou de ser preterido e disse: “Acho que eles não me veem como campeão”.

Como Wand fez a primeira escolha, coube a Belfort a definição do primeiro combate. Vitor escolheu Godofredo Pepey para representar sua equipe e encarar Wagner Galeto, do time de Wanderlei.

Visita de José Aldo
Antes do duelo entre Pepey e Galeto, os lutadores receberam a visita de José Aldo, campeão peso pena do UFC. O lutador disse que seu substituto pode sair do programa e desejou boa sorte para os técnicos e aos pretendentes ao contrato com o Ultimate.

Pepey vs. Galeto
O confronto entre Godofredo Pepey, atleta do time de Vitor Belfort, e Wagner Galeto, da equipe de Wanderlei Silva, foi marcado pelo equilíbrio.  Pepey tomou a iniciativa tentando uma queda, mas Galeto defendeu bem e quase encaixou uma guilhotina. Galeto atacava com bons golpes de boxe, variando entre socos altos e na liinha de cintura. Por sua vez, Pepey atacou menos, mas no final do primeiro round conseguiu conectar um bom direto e levar o oponente a knockdown.

Já o segundo round, o duelo seguiu equilibrado e com bastante estudo. Até que na metade do round, Pepey acertou um golpe baixo e foi advertido pelo árbitro Mário Yamazaki: “Cuidado! Se você acertar mais uma vez vou tirar um ponto. Presta atenção”.

No recomeço da luta, os atletas foram para a troca de golpes e, novamente, Pepey conectou uma joelhada no genital do oponente. O combate parou para a recuperação de Galeto, mas diferente do que havia ameaçado, Yamazaki não descontou o ponto de Godofredo. Fato que irritou bastante a equipe de Wanderlei Silva: “Duas vezes é sacanagem, tem que descontar o ponto que você falou”, reclamou o técnico do lado de fora do octógono.

O combate voltou e os atletas continuaram se estudando, sem acertar nenhum golpe contundente. Mas nos 10 segundos finais, os lutadores partiram com tudo para o ataque, em busca de impressionar os juízes, e proporcionaram uma troca franca, digna de aplausos dos membros das equipes.

Ao final dos dois round, os juízes deram, de forma dividida, a vitória para Godofredo Pepey. A decisão não agradou ao time de Wanderlei Silva que disse: “Para mim, o Galeto ganhou”, disse o técnico, que foi apoiado por Rafael Cordeiro e demais professores de seu esquadrão.

Os times:
Os times do The Ultimate Fighter ficaram definidos da seguinte forma:

Wanderlei Silva
Pesos Penas:  Rony Jason, Marcos Vinicius “Vina”, John Macapá e Wagner Galeto

Pesos Médios: Pé-de-Chumbo, Reneé ForteFrancisco Massaranduba e Leonardo Macarrão

Vitor Belfort
Pesos Penas: Hugo Wolverine, Rodrigo Damm, Godofredo Pepey e Anistávio Gasparzinho.

Pesos Médios: Cezar Mutante, Daniel Sarafian, Thiago Bodão, Serginho Moraes

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário