Alistair Overeem diz que constante troca de treinadores é responsável por sua longevidade no MMA

O ‘Gigante Holandês’ acredita que a mudança de ambiente traz benefícios para seu desempenho

A. Overeem acredita que mudanças de treinadores beneficiam seu desempenho. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

O peso pesado (até 120kg) Alistair Overeem confessou que sua constante troca de treinadores tem influência direta no seu desempenho dentro do MMA. Em entrevista recente ao programa ‘The MMA Hour’, o atleta holandês comentou sobre suas estratégias para se manter em atividade após tantos anos como lutador profissional.

Veja Também

Fã que teve celular quebrado por Conor McGregor retira processo contra lutador
Cody Garbrandt ironiza TJ Dillashaw após punição: ‘Me ligue quando a suspensão acabar, covarde’
Davi Ramos enfrenta Austin Hubbard no UFC Rochester

“Se eu tivesse ficado em um ou dois lugares, provavelmente já estaria aposentado agora, porque, como lutador, você pode ficar comprometido. Não é para todo lutador, mas eu fiquei comprometido algumas vezes na minha carreira, e, para mim, era parar ou lutar”, disse o lutador, que afirmou que as mudanças são necessárias para se manter ativo. “Eu tive que fazer algumas mudanças. Em alguns momentos, eu não queria mudar (de equipe), mas eu tinha que fazer essas mudanças se quisesse continuar com minha carreira”, completou Alistair.

As mudanças de equipe, para Overeem, geralmente acontecem após sofrer uma derrota, ou uma sequência de derrotas. O lutador cita como exemplos seu último revés para Curtis Blaydes, no UFC 225. Na ocasião, o ‘Gigante Holandês’ foi nocauteado no terceiro round, inteirando uma sequência de duas derrotas.

“Foram duas derrotas seguidas. Eu estava treinando na ‘Jackson’s MMA’. A química lá era boa, mas tinha chegado ao fim. Eu ainda queria lutar. Então, você continuaria em um lugar que não está funcionando para você? Ou você mudaria de ambiente de novo para entender o que está acontecendo?”, questionou o peso pesado.

Atualmente, Alistair Overeem treina justamente ao lado do lutador contra quem sofreu seu último revés: o norte-americano Curtis Blaydes. A luta entre os dois, porém, parece não influenciar no trabalho diário.

“Ele é um grande lutador, é um grande atleta e também é um grande cara”, disse Overeem sobre Blaydes. “Eu realmente gosto dele. Treinei, em meus 26 anos, com muitos profissionais, muitos campeões, muitos lutadores fortes, e Curtis é um dos meus favoritos. Sem ego nenhum”, contou o holandês, que não vê problemas em ter sido derrotado por Curtis no ano passado. “Nós não discutimos nossa luta. Nós nos elevamos a um nível superior, e é ótimo fazer parte do time e ajudá-lo em sua jornada para a grandeza”.

Hoje, com 38 anos, Alistair Overeem é uma lenda viva do MMA, tendo, inclusive, feito parte da grade de lutadores do extinto Pride. O holandês realizou sua estreia no UFC em 2011. Desde então, soma 15 lutas na organização, obtendo nove vitórias e seis derrotas. Ao todo, possui impressionantes 61 lutas nas artes marciais mistas, contando com 43 vitórias, 17 derrotas e uma luta sem resultado.

Sua última luta aconteceu em novembro do ano passado, quando derrotou o russo Sergey Pavlovich, no UFC Pequim.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário