Rich Franklin entra para o Hall da Fama do UFC e será o 16º representante na classe dos ‘pioneiros’

Anúncio da homenagem ao ex-lutador aconteceu durante o UFC 236; lendário atleta foi um dos vencedores da primeira edição do TUF, em 2005

R. Franklin é nomeado ao Hall da Fama do UFC. Foto: Reprodução/YouTube @ufc

Rich Franklin tem motivos de sobra para comemorar. A direção do UFC comunicou que Franklin é mais um ex-lutador a fazer parte do seleto grupo do Hall da Fama do Ultimate. O anúncio aconteceu durante o UFC 236, no último final de semana, em Atlanta (EUA). ‘Ace’, 44, será inserido na categoria dos ‘pioneiros’ do esporte.

Veja Também

Dana White: ‘Se o Jacaré vencer e não disputar o cinturão, ele vai me matar’
Dana White sobre Israel Adesanya x Kelvin Gastelum: ‘Uma das maiores lutas que já vi’

“Essa homenagem é menos pelos meus feitos e mais um resultado de tantas horas que cada treinador, parceiro de treinos e meu empresário gastaram comigo”, comentou o ex-lutador. “Geralmente as pessoas falam sobre os sacrifícios que um atleta precisa fazer para obter sucesso, mas meus amigos e família se sacrificaram muito mais pela minha carreira. Sou grato ao apoio dos meus fãs ao longo dos anos e a quem insiste nessa homenagem”, disse Franklin.

A estreia de Rich no MMA aconteceu com vitória no ano de 1999. A partir daí, ele colecionou uma impressionante sequência de 14 lutas sem derrotas. Franklin estreou no Ultimate no ano de 2013. Na ocasião, venceu o compatriota Evan Tanner por nocaute no primeiro round.

O público, porém, começou a reconhecer o talento do ex-lutador no ano de 2005, quando Rich foi inserido no grupo de atletas que disputou o primeiro reality show ‘The Ultimate Fighter’ (TUF 1). No evento, Franklin se sagrou um dos campeões ao derrotar o lendário Ken Shamrock nos meio-pesados (até 93kg.).

Em sua próxima luta, ‘Ace’, como é conhecido, conquistou o cinturão dos médios (até 83,9kg.) do Ultimate, quando, novamente, venceu Evan Tanner por nocaute, no UFC 53, em 2005. Rich defendeu seu cinturão em duas ocasiões. O lutador, porém, viu seu reinado acabar quando sofreu uma derrota histórica para o brasileiro Anderson Silva, em 2006.

Franklin recebeu uma oportunidade de recuperar o título dos médios em nova luta contra Silva, porém, foi novamente nocauteado pelo ídolo do Brasil. A luta aconteceu em 2007. Após essa derrota, Rich não disputou o cinturão de nenhuma categoria na companhia.

O norte-americano, após a derrota para o ‘Spider’, atuou pela organização por mais nove vezes, vencendo cinco vezes e saindo derrotado quatro; a última, para o vietnamita Cung Le, em novembro de 2012, representando o último embate do ex-lutador como profissional.

O presidente do UFC, Dana White, comentou sobre a indicação de Franklin ao seleto grupo de homenageados pela companhia, demonstrando respeito e gratidão ao ex-lutador.

“Rich Franklin é uma das grandes estrelas originais do UFC. Rich nos ajudou a levar o MM a outro nível e a colocar o UFC no mapa, no início. Ele é um cara que lutaria contra qualquer um e faria o que fosse preciso para ajudar a engrandecer o esporte. Ele é uma verdadeira lenda e me sinto horando de chama-lo de amigo”, finalizou o ‘chefão’.

Hoje, com 44 anos, Franklin é dono de um cartel 35 lutas, 29 vitórias, um empate e sete derrotas. O norte-americano atualmente é vice- presidente do One Championship.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário