Marlon Moraes afirma que punição a TJ Dillashaw não foi o suficiente

Brasileiro comentou sobre suspensão de dois anos aplicada pela USADA ao ex-campeão dos galos

M. Moraes (foto) acha que T. Dillashaw deveria ter recebido punição maior. Foto: Reprodução/Youtube ufc

O brasileiro Marlon Moraes afirmou que a punição de dois anos aplicada a TJ Dillashaw não foi o suficiente. O lutador comentou sobre o ocorrido recentemente ao site ‘MMA News’. TJ foi flagrado no exame antidoping em março deste ano e só poderá retornar ao MMA em janeiro 2021.

Veja Também

Dustin Poirier sobre luta contra Khabib Nurmagomedov: ‘Vou machucá-lo por 25 minutos’
Johnny Walker revela admiração por Jon Jones, mas afirma: ‘Eu o venceria!’
Aleksey Oleinik recebe suspensão médica de 180 dias após UFC São Petersburgo

“Dois anos não é o sufiente para o que ele fez. Foi muito sério, na minha opinião”, criticou o brasileiro.

Marlon ainda afirmou que todos ficaram decepcionados nos bastidores da luta. Afinal, Dillashaw havia se tornado campeão da categoria dos galos e vinha se mostrando um lutador bastante eficaz contra seus adversários.

“Estamos todos decepcionados. Foi um conto de fadas. Não sabemos se ele é tão bom lutador assim. É difícil, porque, cada vez que entramos nos treinamentos, queremos entrar em forma. Queremos que nosso condicionamento seja bom e esse cara não estava preocupado com isso. Se ele estava trapaceando agora, ele estava trapaceando antes, afirmou Moraes.

O brasileiro justificou o fato de ter dito que a punição deveria ser maior, cogitando que o caso envolvendo TJ não tenha sido isolado. Para ele, o norte-americano tentava ludibriar o sistema há tempos.

“Ele estava enganando o sistema e não foi a primeira vez. Ele fez isso com a USADA aqui. Quando ela não estava, acredito que ele fazia também”, finalizou o lutador.

Marlon Moraes está escalado para enfrentar o atual campeão dos moscas (até 56,7kg.), Henry Cejudo, que subiu de divisão para tentar conquistar o cinturão, que foi abdicado pelo próprio Dillashaw. O duelo entre Moraes e Cejudo acontecerá no dia 8 de junho, no UFC 238, em Chicago.

Marlon estreou no UFC em 2017, e, desde então, soma cinco lutas, e quatro vitórias. Sua última apresentação aconteceu em fevereiro deste ano, quando derrotou o compatriota Rafael Assunção por finalização no primeiro round, no UFC Fortaleza.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário