Strikeforce: Henderson brilha e nocauteia Fedor

Dan Henderson - Foto: Divulgação

Dan Henderson mostrou, neste sábado, porque coleciona diversos títulos em sua carreira. Diante de Fedor Emelianenko, considerado o maior peso pesado da história, o norte-americano, que fez história nas divisões de médios e meio-pesados, travou uma verdadeira batalha diante do oponente e acabou nocauteando o russo no primeiro assalto com uma sequência de socos na luta de chão.

Logo no início da luta, Hendo buscou encurtar a distância com golpes de boxe, Fedor não se intimidou e respondeu no contragolpe. O combate ficou no clinch, de onde o norte-americano trabalhava com joelhadas e tentava a queda,enquanto Fedor defendia bem e aplicava alguns socos curtos. No recomeço do duelo na trocação, Emelianenko se sentia mais a vontade e tentava trabalhar com potentes cruzados. Em um destes socos, Dan foi ao chão e russo partiu pra cima em busca de encerrar a peleja, mas de forma surpreendente, Henderson raspou Fedor e aplicou uma sequência de socos, que forçaram o árbitro a terminar a disputa aos 4m12s de luta. Com o resultado, o peso pesado russo, que tem 31 triunfos, soma sua terceira derrota consecutiva, enquanto Hendo emplaca sua vigésima oitava vitória na carreira.

Tate toma cinturão de Coenen
Em outra atração do show, válida pelo cinturão feminino da divisão de meio-médios, a norte-americana Miesha Tate surpreendeu a campeã Marloes Coenen. Depois de três rounds bastantes equilibrados e cheio de alternâncias, a desafiante conseguiu levar o combate para o solo, passar a guarda e encaixar um justo triângulo de mão para encerrar a peleja.

Brasileiros vencem uma e perdem outra
O programa de lutas do Stikeforce trouxe ainda dois brasileiros em ação. Primeiro atleta tupiniquim a subir no octógono, Gesias Cavalcante conseguiu sua primeira vitória na organização. Diante de Bobby Green, o lutador carioca fez um duelo bastante disputado nos dois primeiros rounds. Já no terceiro round, Gesias conseguiu encaixar um justo mata-leão, que forçou o norte-americano a dar os três tapinhas e desistir do duelo, mas o árbitro central não viu e a peleja continuou. Mesmo assim, Cavalcante faturou a disputa na decisão dividida dos juízes.

Por sua vez, Eduardo Pamplona não teve a mesma sorte. Invicto desde 2007 e vindo de 10 vitórias consecutivas, o lutador paulista encarou Tyler Stinson, que partiu com tudo pra cima desde o início. Ao soar do gongo, o norte-americano foi para o ataque e soltou uma combinação de socos, que levaram Pamplona ao chão já nocauteado em apenas 15 segundos de combate.

Confira abaixo os resultados completos do evento:

Card Principal

Dan Henderson derrotou Fedor Emelianenko por nocaute técnico no R1;
Miesha Tate finalizou Marloes Coenen com um triângulo de mão no R4;

Tim Kennedy derrotou Robbie Lawler na decisão unânime dos juízes;
Tyron Woodley derrotou Paul Daley na decisão unânime dos juízes;
Tarec Saffiedine derrotou Scott Smith na decisão unânime dos juízes;

Card Preliminar
Gesias Cavalcante derrotou Bobby Green na decisão dividida dos juízes;
Tyler Stinson derrotou Eduardo Pamplona por nocaute no R1;

Alexis Davis derrotou Julie Kedzie na decisão unânime dos juízes;
Derek Brunson finalizou Lumumba Sayers com um mata-leão no R1;
Gabriel Salinas-Jones finalizou Bryan Humes no R3;

Deixe seu comentário