Browne admite ‘ajuda’ de árbitro em derrota para Werdum

Peso pesado disse que tempo dado a ele após fratura deveria ter significado o fim da luta

Travis Browne checa o dedo fraturado durante derrota para Werdum (FOTO: Josh Hedges/ Getty Images)

T. Browne checa o dedo fraturado durante luta (FOTO: Josh Hedges/ Getty Images)

Veja Também

Browne havia lesionado seu dedo em revanche com Werdum. Foto: Josh Hedges/UFC
Travis Browne volta ao octógono contra Derrick Lewis no UFC 208
Cyborg demostrou preocupação com corte de peso. (Divulgação / Reprodução)
Cyborg sobre corte de peso: “Talvez algo ruim vá acontecer comigo”
C. East teve rápida passagem pelo Ultimate em 2016. (Foto: Getty Images)
Ex-UFC é preso por violência doméstica nos Estados Unidos

O norte-americano Travis Browne fraturou um dos dedos da mão durante a luta com Fabricio Werdum, em setembro, mas acabou tendo tempo para se recuperar, o que foi muito criticado pelo brasileiro. Recentemente, o peso pesado admitiu a ajuda do árbitro Gary Copeland, responsável por parar a luta momentaneamente, ao invés de declarar Werdum vencedor (a vitória de Vai Cavalo só veio na decisão).

“Quebrar o dedo foi a sensação mais estranha que já tive em uma luta. Olhei para baixo e vi um osso saindo de minha mão. Quando isso acontece, e tem um cara do outro lado tentando arrancar a cabeça, você não sabe como agir. Realmente, ganhei um tempo para me recuperar que não era para ter recebido. Não sei o que dizer”, comentou Browne, em entrevista ao site do canal norte-americano ESPN.

O revés para Werdum foi o segundo seguido do namorado de Ronda Rousey, que também havia perdido para Cain Velásquez no UFC 200. Ele terá nova oportunidade pelo Ultimate no UFC 208, quando enfrenta Derrick Lewis.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário