Em duelo de campeões do TUF, Mutante promete nocaute sobre Theodorou

Brasileiro encara Elias Theodorou no card principal do UFC Halifax, neste domingo (19), no Canadá

Mutante encara Theodorou neste domingo (19). (Foto: Getty Images)

Mutante encara Theodorou neste domingo (19). (Foto: Getty Images)

Vindo de três vitórias consecutivas e vivendo a melhor fase de sua carreira, Cezar Mutante está de olho no top 15 dos pesos médios (até 84kg). Para alcançar seu objeto, ele terá que superar Elias Theodorou na terceira luta do card principal do UFC Halifax, que acontece neste domingo (19), no Canadá. Curiosamente, o duelo põe frente a frente dois campeões de diferentes edições do reality show The Ultimate Fighter: Mutante conquistou o TUF Brasil 1, em 2012, enquanto o canadense venceu o TUF Nations, em 2014.

Para o brasileiro, uma vitória neste domingo pode representar uma espécie de unificação dos títulos conquistados entre eles. Confiante, ele acredita que o triunfo terminará antes do tempo regulamentar.

Veja Também

Mutante (esq) e Theodorou (dir) se enfrentam em fevereiro de 2017. (Foto: Produção SUPER LUTAS (Divulgação/UFC)
Cezar Mutante enfrenta Theodorou no UFC Halifax, em fevereiro
Lima é um dos participantes do TUF 25. (Foto: Getty Images)
Com brasileiro na lista, UFC divulga lutadores selecionados para o TUF 25

“Eu acredito que o Elias Theodorou é um bom lutador com boas habilidades. Nós dois temos os mesmos títulos, o de campeão do ‘The Ultimate Fighter’. Vejo essa luta como campeão do ‘TUF’ contra campeão do ‘TUF’, Brasil versus Canadá. Somos dois bons lutadores que vêm de vitória. É como se estivessemos colocando nossos título em jogo. Estou pronto para ganhar de qualquer maneira. (…) Seu jogo é previsível e eu espero nocauteá-lo em dois rounds. Estou confiante de que posso quebrá-lo em todos os aspectos: emocionalmente, tecnicamente e fisicamente”, garantiu o brasileiro, em entrevista ao site ‘MMA Fighting’ (EUA).

Antes de engatar os três triunfos em sequência, Mutante viveu altos e baixos na organização, chegando a correr risco de demissão após ser nocauteado em três oportunidades, todas no primeiro round. De acordo com o brasileiro, as constantes lesões afetaram seu rendimento, impedindo-o de obter melhores resultados. Contudo, sua força de vontade fez com que a má fase ficasse no passado.

“É impossível para qualquer um se apresentar bem naquela situação. Enquanto muitos ficariam deitados na cama e reclamando de falta de sorte ou punição divina, eu continuei seguindo em frente. Nunca quis usar as lesões como desculpa. Estou muito feliz de ter continuado lutando. Ganhei algumas, perdi outras, mas fico feliz de ter perseverado e perseguido meus objetivos. É como Rocky Balboa disse no filme: ‘O mundo não é apenas o brilho do Sol e arco-íris. É um lugar ruim e sujo, e eu não me importo com o quão duro você é. Ele vai te deixar de joelhos e ter deixar lá se você permitir’”, relembrou o lutador.

Aos 32 anos, Mutante soma sete vitórias e três derrotas no Ultimate. Após superar Serginho Moraes na final do TUF 1, em 2012, ele venceu nomes como Thiago Marreta, Daniel Sarafian e mais recentemente Jack Hermansson, em duelo realizado no UFC São Paulo, em novembro de 2016. Ao todo, seu cartel profissional conta com 11 triunfos e cinco reveses.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário